|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Covid-19

Acompanhamento espiritual à distância em plena pandemia de coronavírus? Sim, é possível

19 mar, 2020 - 19:54 • Ângela Roque

Converse com um jesuíta” é uma das iniciativas lançadas pelo Ponto SJ face à pandemia de Covid-19 e ao estado de emergência declarado em Portugal. Interesse já fez triplicar o número de acessos ao portal da Companhia de Jesus“.

A+ / A-

Veja mais:


“Isto vai ser uma maratona”, e para que possa ser feita com menos dificuldades, os jesuítas em Portugal abriram esta semana o que chamam um “ponto de abastecimento”, onde os crentes podem carregar baterias.

“Assim que percebemos que este estado de quarentena tinha vindo para ficar, pensámos que era preciso criar ferramentas que ajudassem as pessoas a viver este tempo o melhor possível”, diz à Renascença Rita Carvalho, do gabinete de comunicação do Ponto SJ.

São ao todo, cinco as propostas para “acompanhar, celebrar, rezar, pensar e jogar”. Uma delas, inédita, permite a quem queira e precise, conversar com um jesuíta. “É um acompanhamento espiritual à distância, que as pessoas agendam online. Não se trata do sacramento da reconciliação, mas sim de uma conversa espiritual”, explica.

A ideia foi disponibilizar às pessoas “alguma coisa que não estivesse já a ser oferecido pelas paróquias e dioceses, mas fosse alguma coisa muito concreta. Por isso surgiu esta ideia do aconselhamento espiritual”, que em condições normais “já é uma das mais valias que as pessoas procuram junto dos padres jesuítas”. Só que desta vez isso tem de ser feito à distância.

O serviço funciona de forma muito simples e gratuita. “As pessoas podem inscrever-se para um horário de atendimento, escolher se querem fazer o atendimento via skype, por exemplo, ou através do telefone. Vão ao portal do Ponto SJ escolhem a hora, dentro de um calendário que está lá disponível, agendam essa hora, depois recebem um email e entram em contacto com o jesuíta que estiver de serviço”.

“O facto de as pessoas estarem em casa e terem travado fundo no ritmo veloz em que viviam, irá trazer preocupações e algumas questões mais profundas, por isso esta ajuda espiritual é muito importante”, refere Rita Carvalho, que prevê que a procura “vai aumentar ao longo do tempo”, garantindo que estão “disponíveis para reajustar horários”.

Para já o serviço funciona de segunda-feira a sábado, das 9h às 20h30.

Oração e jogos

Para além do acompanhamento espiritual à distância, o ‘ponto de abastecimento’ disponibiliza uma série de conteúdos para rezar, e também é possível acompanhar a eucaristia a partir das várias comunidades jesuítas espalhadas pelo país.

“Por exemplo, à quarta-feira, que é o dia por excelência dos centros universitários jesuítas, a missa é sempre transmitida de um dos nossos centros”, explica Rita Carvalho.

Disponibilizam, ainda, as ‘Conversas da Quaresma, que estavam previstas para o Colégio S. João de Brito (Lisboa) e que não chegaram a acontecer. Pedimos aos oradores para gravarem um Podcast com a sua conferência”.

Existe também a rubrica diária ‘Apontamentos de fé’, com uma meditação de dois minutos sobre o Evangelho do dia, e outra intitulada ‘Pausas para Inspirar’, que é “dedicada exclusivamente às pessoas que estão no terreno, os profissionais de saúde, os voluntários, todos os que estão a trabalhar e ao fim do dia podem ter um descanso em Deus”.

Todos os sábados haverá um Podcast especial, feito pela psicóloga Rute Agulhas “para ajudar as pessoas a viverem este tempo e a lidarem com a questão do luto, da solidão, da tensão em casa, ou até, eventualmente, com o sentimento de culpa por terem infetado alguém querido ou próximo”, diz Rita Carvalho.

Existe ainda a secção ‘Jogar’. “Sendo uma rubrica mais lúdica, para aliviar a pressão, o que sugerimos são visitas virtuais, séries, livros, e uma playlist de músicas que já arrancou no sábado passado com uma proposta do músico Miguel Araújo, e vai prosseguir”.

Os novos conteúdos também obrigaram a fazer ajustes no portal. “Passámos a privilegiar o áudio e os Podcast, e não tanto os artigos escritos, mas acreditamos que é uma maneira de chegar melhor às pessoas neste tempo difícil”.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.