|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus

A confiança de Pepe. "Como nação valente e imortal, vamos ganhar essa guerra"

20 mar, 2020 - 19:38 • Redação

Declarações do capitão do FC Porto ao site oficial do clube. Defesa luso-brasileiro, internacional português, elogia Federação, Liga e Governo pela antecipação de medidas que permitiram abrandar a crise pandémica da Covid-19.

A+ / A-

Portugal está em estado de emergência mas Pepe tem plena confiança de que o país vai conseguir dar a volta por cima nesta guerra contra o novo coronavírus, um "inimigo invisível".

O capitão do FC Porto, em declarações ao site oficial do clube, citou inclusivamente a principal passagem do hino nacional para deixar bem vincada esta crença.

"Nós, como sociedade, soubemos acatar o que tem sido pedido. E foi importante mantermo-nos em casa. Nós juntos, como nação valente e imortal, vamos ganhar essa guerra. Apesar de sermos um país pequeno, somos um povo muito forte", afirmou o defesa luso-brasileiro, internacional português, deixando elogios à Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Liga Portugal e Governo por uma espécie de jogada de antecipação no combate contra a pandemia da Covid-19.

"Acredito que Portugal antecipou um pouco essa situação, parando as competições. Primeiro pela FPF e depois pela Liga. Acho que o governo também deu uma boa resposta a nível de antecipar um pouco o que os outros países viveram. Agora é hora de nos unirmos como sociedade para lutar contra esse inimigo invisível", assinalou.

Apesar da paralisação de toda a atividade futebolística, o capitão dos azuis e brancos, atuais líderes da Primeira Liga, garante que o plantel continua motivado para dar sequência ao bom momento que a equipa atravessava, antes desta crise pandémica.

"Eu vejo o grupo bem, motivado, estamos todos a trabalhar. É verdade que o grupo está comprometido, vejo o grupo muito comprometido, com muita motivação de poder dar continuidade ao trabalho que estávamos a fazer. Acho que somos um grupo muito forte e falamos entre nós que não podemos deixar cair", salientou.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.