Tempo
|
A+ / A-

Presidente do Santander faleceu por infeção do coronavírus

18 mar, 2020 - 10:24 • Redação

António Vieira Monteiro, presidente do conselho de administração do Santander, tinha 74 anos.

A+ / A-

António Vieira Monteiro estaria internado hospital Curry Cabral, em Lisboa, na sequência da infeção. Ao que tudo indica é a segunda vítima mortal por Covid-19, segundo uma informação apurada pela Renascença junto de fontes próximas, que ainda aguarda anúncio oficial pela Direção Geral da Saúde.

O Santander apenas confirma o falecimento de Vieira Monteiro, que esteve há algum tempo em Itália, numa estância de Ski.

Até esta quarta-feira, Portugal tinha registado uma morte devido ao novo coronavírus, um homem com mais de 80 anos que estava internado no Hospital de Santa Maria, em Lisboa.

Vieira Monteiro era chairman do banco Santander Totta desde início de 2019, depois de ter ocupado o lugar de presidente executivo (CEO) entre 2012 e o ano passado, cargo em que foi substituído pelo atual presidente, Pedro Castro Almeida.

Quando abandonou a liderança executiva do Santander Totta, Vieira Monteiro, considerou que deixava o cargo com o banco "preparado para continuar a enfrentar o futuro" e salientando que quando assumiu a liderança a instituição "não era quase nada".

Na mesma altura, Vieira Monteiro apontou ainda a "aposta calculada" nas empresas como um dos fatores do sucesso da instituição.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou mais de 198.000 pessoas, das quais mais de 7.900 morreram e 82.000 recuperaram.

O surto começou em dezembro na China, que regista a maioria dos casos, e espalhou-se entretanto por mais de 145 países e territórios. Na Europa há mais 67.000 infetados e pelo menos 2.684 mortos, a maioria dos quais em Itália, Espanha e França.

Em Portugal, a Direção-Geral da Saúde (DGS) elevou hoje número de casos confirmados de infeção para 448, mais 117 do que na segunda-feira, dia em que se registou a primeira morte no país.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+