|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Covid-19

Benfica adquire três ventiladores e ajuda idosos isolados

18 mar, 2020 - 01:48 • Lusa

Ação para combater a doença Covid-19, levada a cabo juntamente com a GNR.

A+ / A-

Veja também:


O Benfica adquiriu três ventiladores e vai ajudar, juntamente com a Guarda Nacional Republicana (GNR), cerca de 3.000 idosos isolados, uma população que poderá ficar mais exposto à pandemia de Covid-19.

"O Sport Lisboa e Benfica, através da Fundação Benfica, e a GNR estabeleceram e iniciaram uma parceria que permitirá atribuir um apoio social de emergência a cerca de 3.000 idosos isolados e já sinalizados ao abrigo do 'Programa Apoio 65 - Idosos em Segurança', iniciativa do Ministério da Administração Interna, e implementada pela GNR", lê-se num comunicado do clube da Luz.

De acordo com a mesma nota, esta "trata-se de uma decisão e medida implementada de forma atempada e que procura atuar, desde já, junto de um dos grupos de maior fragilidade a nível nacional e que, face ao contexto de pandemia associada ao novo coronavírus, ficará, naturalmente, mais exposto pela quebra de parte da sua rede de suporte que se perspetiva".

Numa primeira fase serão atribuídos 3.000 packs alimentares individuais "Juntos cuidamos de si".

"Adicionalmente foram já adquiridos três ventiladores que serão colocados à disposição do Serviço Nacional de Saúde, designadamente com destino a hospitais da Área Metropolitana de Lisboa, Porto e Coimbra", adianta ainda o Benfica.

O coronavírus responsável pela pandemia de Covid-19 infetou mais de 180 mil pessoas, das quais mais de 7.000 morreram. Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

Em Portugal há 448 pessoas infetadas, segundo o mais recente boletim diário da Direção-Geral da Saúde. Na segunda-feira, registou-se a primeira morte no país.

Coronavírus: Evolução diária em Portugal

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.