|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Rali do México encurtado devido ao novo coronavírus

15 mar, 2020 - 11:18 • Redação

Sebastien Ogier venceu a prova pela sexta vez. As especiais de domingo foram canceladas.

A+ / A-

A organização do Rali do México, em conjunto com a Federação Internacional do Automóvel (FIA), decidiu cancelar as três últimas especiais da prova, devido à propagação do novo coronavírus, e encerrou o rali no sábado, já madrugada de domingo em Portugal.

"O rali foi encurtado em face das mudanças drásticas nas restrições das deslocações, devido ao surto pandémico da Covid-19", explicaram os organizadores.

Sexta vitória para Ogier

Sebastien Ogier foi declarado vencedor da terceira prova do Mundial de Ralis, a primeira do francês pela Toyota, equipa que passou a representar a partir deste ano. Ogier venceu, com 28.8 segundos de vantagem sobre o campeão do mundo, Ott Tanak, em Hyundai. O terceiro classificado foi Suninen, em Ford Fiesta.

Ogier reconheceu que "esta é uma vitória com sabor diferente de qualquer outra". Foi a sexta vez que o piloto gaulês venceu o Rali do México e quarta por um construtor diferente, depois de já ter vencido pela Citroen, pela Ford e pela Volkswagen.

Com esta vitória, Ogier assumiu a liderança do Mundial de Ralis, coim 62 pontos. O segundo classificado é o galês Elfyn Evans, também em Toyota, com 54 pontos.

Thierry Neuville, em Hyundai, desistiu no México, não pontuou e caiu para o terceiro posto, a 20 pontos de Ogier. O campeão do mundo Ott Tanak é quinto classificado.

A próxima prova do Mundial de Ralis está agendada para a Argentina, entre 23 e 26 de abril. A FIA ainda não confirmou a sua realização. A quinta etapa do WRC está prevista para Portugal (21 a 24 de maio).

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.