|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Coronavírus

LF Vieira: "Nesta batalha, somos todos do mesmo clube"

13 mar, 2020 - 13:54 • Redação

Cerca de 200 funcionários do Benfica foram enviados para casa, em sistema de teletrabalho. Futebolistas também em casa.

A+ / A-

Luís Filipe Vieira publicou mensagem, esta sexta-feira, detalhando todos os procedimentos levados a cabo pelo Benfica no combate ao novo coronavírus. Uma mensagem de união, sem distinções: "Nesta batalha, somos todos do mesmo clube". "A forma como, em conjunto, atuarmos para superarmos este momento, será sempre o melhor dos títulos para todos nós", reforça.

O presidente do Benfica esclarece que o clube "desenvolveu um vasto conjunto de ações e iniciativas, de acordo com um exigente Plano de Salvaguarda integrando as recomendações da Direção-Geral de Saúde e demais entidades competentes".

"Plano que levou à adoção de um sistema de teletrabalho que permitiu o envio para casa de cerca de 200 funcionários e em que, de forma atempada, se programou o acompanhamento do treino dos atletas à distância, nas suas residências face à suspensão em grupo de todas as atividades desportivas.Vivemos um momento de emergência de saúde pública a nível mundial, sem paralelo na história de todos nós", justifica.

Os futebolistas estão também em recolhimento domiciliário, tendo na sua posse "um exigente plano específico pormenorizado previamente estruturado e planeado, entrando de imediato em vigor, de forma a mitigar os efeitos desta paragem e garantir a manutenção dos necessários níveis físicos adequados a atletas de alta competição".

Recordando que "é a nossa própria sobrevivência que está em causa", Vieira recomenda, também, às Casas do Benfica e a outras instituições ligadas ao clube que "evitem concentrações em grupo e obedecer às mais recentes decisões e recomendações do Governo para espaços públicos".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.