|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Testes ao Covid-19 no privado? DGS garante que são "credíveis", mas avisa: "É obrigatório notificar casos positivos"

28 fev, 2020 - 19:15 • Celso Paiva Sol com Redação

“As pessoas têm liberdade de irem onde entenderem, estas análises estão a ser feitas por empresas que têm idoneidade", explicou a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas.

A+ / A-

A diretora-geral da Saúde disse esta sexta-feira estar informada da existência dos testes ao Covid-19 que estão a ser disponibilizados privados. E questionada sobre a credibilidade dos mesmos, Graça Freitas referiu que não vê qualquer problema na sua utilização.

Graça Freitas diz ainda que é natural que esse mercado esteja a funcionar, mas lembra que existe a obrigação legal de reportar qualquer caso positivo que seja detetado.

“As pessoas têm liberdade de irem onde entenderem. No sector público fazem-se análises com determinada metodologia. Como se fazem centenas de análises no sector privado e no sector social. Portanto, estas análises que estão a ser feitas noutros setores, cremos que são feitas por empresas e entidades que têm idoneidade para o fazer e que estarão a utilizar obviamente metodolofias laboratoriais de boas práticas. As coisas não entram clandestinamente no nosso país, há um controlo. Estas entidades são responsáveis, estão licenciadas e disseram à Direção-Geral da Saúde desde o primeiro dia que em que obtiveram os testes que sempre que tivessem – se tivessem – casos positivos, nos notificariam. E isso é uma obridação legal. Um caso positivo é obrigatório reportar”, explicou a diretora-geral da Saúde.

Sobre a capacidade que Portugal tem para enfrentar o problema, caso este novo coronavírus se torne uma epidemia entre nós, Graça Freitas garante que os meios existem e que serão acionados por fases, de acordo com as necessidades de cada momento.

Há nesta altura 10 hospitais aptos para receber doentes e dois deles foram acionados ontem pela primeira vez: o de Santo António, no Porto, e o Pediátrico de Coimbra – em ambos os casos para receber pessoas que esta semana chegaram de Milão.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.