|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Alemanha

Carro abalroa multidão em desfile de Carnaval e faz pelo menos 30 feridos

24 fev, 2020 - 14:32 • Marta Grosso com Reuters

O condutor, um jovem alemão de 29 anos, foi deito. A polícia local avança que foi um ataque premeditado, mas não confirma qualquer motivação política.

A+ / A-

Pelo menos 30 pessoas terão ficado feridas, esta segunda-feira, num atropelamento durante um desfile de Carnaval na cidade alemã de Volkmarsen, no distrito de Waldeck-Frankenberg, no norte de Hesse.

De acordo com a polícia local, citada pela agência Reuters, o condutor do veículo, um cidadão alemão de 29 anos, foi detido de imediato e sujeito a interrogatório.

O jornal "Bild" fala em pelo menos 30 feridos, um terço dos quais com gravidade, incluindo várias crianças. Contudo, a polícia ainda não avançou um balanço oficial de vítimas.

Testemunhas citadas pelo site alemão HNA dizem que o condutor parece ter agido de forma deliberada, com o intuito de atropelar crianças, e que conduziu o carro contra os transeuntes "a alta velocidade".

As autoridades adiantaram, entretanto, que se tratou de um ataque premeditado, mas não confirmam, para já, qualquer motivação política.

Carros da polícia e ambulâncias foram enviados para o local do incidente em Volkmarsen, que dista cerca de 423 quilómetros de Berlim.

Foram, ainda, cancelados todos os desfiles de carnaval no estado de Hesse, como medida preventiva, anunciou a polícia alemã no twitter. Não há, no entanto, sinal de perigo em nenhum outro local do país.

O incidente tem lugar menos de uma semana depois de um homem armado ter abatido 10 pessoas antes de cometer suicídio nos arredores de Frankfurt, naquele que é já considerado um dos piores ataques de ódio registados na Alemanha desde o final da II Guerra Mundial.

[Em atualização]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.