Tempo
|
A+ / A-

Homem forçado a respirar fumo de escape. PSP identificou sete pessoas no vídeo

20 fev, 2020 - 08:20 • Carla Caixinha

Todos os intervenientes têm entre 22 e 25 anos. Tudo não terá passado de uma aposta entre amigos.

A+ / A-

A PSP identificou sete suspeitos relacionados com um vídeo, que se tornou viral nas redes sociais, em que aparece um jovem supostamente forçado a inalar fumo de um tubo de escape de um carro. Todos os intervenientes têm entre os 22 e os 25 anos.

“Os jovens que participaram no vídeo, principalmente aquele que tem a cara encostada ao tubo de escape, foram ao final do dia de ontem identificados pela PSP, apurando-se ter-se tratado de uma aposta realizada livremente entre os intervenientes, no contexto de um grupo de amigos, e que decorreu na noite de 17 de fevereiro, na zona da Grande Lisboa”, releva a nota enviada à redação.

Porque o jovem no vídeo pode ter sofrido lesões pela inspiração do fumo, a polícia enviar “toda a investigação ao Ministério Público, para avaliação do possível enquadramento em contexto de legislação penal”.

Nesta nota a PSP aproveita para deixar um agradecimento “a todos os cidadãos que, tendo visualizado as imagens e as consideraram chocantes, de imediato, as referenciaram e possibilitaram a N/rápida reação e apuramento dos factos”.

As imagens mostravam um grupo de homens brancos a agarrar a cabeça de um homem negro, que está de joelhos, e a forçá-lo a respirar o fumo que sai do tubo de escape de um carro em aceleração. Na gravação ouve-se um dos elementos do grupo a chamar-lhe “Marega”.

Mesmo que o vídeo seja falso, os responsáveis podem responder por incitação ao ódio e racismo.


[notícia atualizada às 10h40]

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.