|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Caso Marega. Governo quer “identificar e punir exemplarmente” autores de ataques racistas

16 fev, 2020 - 21:41 • Redação

Jogador do FC Porto abandonou a partida contra o V. Guimarães depois de ter sido alvo de insultos racistas.

A+ / A-

O secretário de Estado da Juventude e Desporto repudia o ataque racista contra o avançado Marega. João Paulo Rebelo diz que “é absolutamente intolerável é inaceitável” o que aconteceu durante o V. Guimarães – FC Porto e garante empenho total em identificar e punir os responsáveis.

“A Autoridade para Prevenção e o Combate à Violência no Desporto está desde já a trabalhar em articulação com as autoridades policiais e desportivas no sentido de identificar e punir exemplarmente os responsáveis deste triste episódio que enche de vergonha todos quantos lutam por uma sociedade mais tolerante”, refere.

Segundo o governante, “todos os agentes desportivos e, em particular, os seus dirigentes, além do repúdio, têm de atuar de forma a que isto não se repita”. O incidente aconteceu por volta dos 70 minutos de jogo, depois de Marega ter marcado o golo que colocou os dragões em vantagem.

Marega fez o 2-1 e virou-se para uma das bancadas do Estádio D. Afonso Henriques a bater no braço. Visivelmente perturbado com os insultos que lhe foram dirigidos, o avançado maliano encaminhou-se depois para fora do relvado e pediu para sair.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.