|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Sintra começa a reflorestar zona ardida na Serra da Carregueira com duas mil plantas

18 fev, 2020 - 15:57 • Agência Lusa

Município quer atingir a meta de mais de 15 mil árvores plantadas no concelho até ao final de 2020.

A+ / A-

Duas mil plantas vão ser plantadas na Serra da Carregueira, em Sintra, no distrito de Lisboa, na quarta-feira, num processo de reflorestação daquela área que ardeu em outubro do ano passado, destruindo cerca de 51,7 hectares, foi anunciado esta terça-feira.

“A Câmara Municipal de Sintra vai reflorestar a área ardida na zona florestal na Serra da Carregueira, em Belas, com a plantação de duas mil plantas, no dia 19 de fevereiro, entre as 09:30 e as 12:30”, pode ler-se num comunicado do município.

De acordo com a nota, a zona está “a ser intervencionada com o corte do arvoredo queimado de modo a evitar que o ambiente se degrade em termos de erosão e biodiversidade”.

O município de Sintra salienta que pretende atingir a meta de mais de 15 mil árvores plantadas no concelho, durante o ano de 2020.

Em 09 de outubro de 2019, cerca de 50 pessoas foram retiradas das suas casas na localidade da Venda Seca, na União de Freguesias de Queluz e Belas, por precaução, devido a um incêndio que deflagrou na serra da Carregueira por volta das 15:20.

Na ocasião, fonte da Proteção Civil de Sintra indicou à Lusa que foram evacuadas 10 habitações, abrangendo “cerca de 30 pessoas”, numa operação levada a cabo pela polícia municipal, com o apoio do regimento de comandos da Carregueira.

A mesma fonte acrescentou que foram também retirados cerca de 15 animais.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.