|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Ministro dos Negócios Estrangeiros

Santos Silva alerta que caso Marega "prejudica imagem internacional de Portugal"

17 fev, 2020 - 16:23 • Redação com Lusa

O ministro dos Negócios Estrangeiros pede ação "intransigente" para casos como o do maliano, que abandonou o relvado, durante o jogo entre FC Porto e Vitória de Guimarães, devido a insultos racistas.

A+ / A-

Veja também:


O ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros condena os insultos racistas a Moussa Marega, jogador do FC Porto, durante o jogo com o Vitória de Guimarães, que levaram o avançado maliano a deixar o relvado, aos aos 71 minutos. Augusto Santos Silva considera que este caso é prejudicial para a reputação de Portugal no estrangeiro.

"Prejudica a imagem internacional de Portugal e Portugal não merece ser prejudicado assim", afirmou o ministro, esta segunda-feira, no final de uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia.

Augusto Santos Silva salientou que este caso "é mais uma manifestação da negação da dignidade humana". A ação contra esse tipo de manifestações, defende o chefe da diplomacia portuguesa, deve ser "intransigente".

"Portugal é um país justamente reconhecido e justamente respeitado. Não por não ter racismo, porque, infelizmente, esse mal existe por muito lado, mas por o racismo não ter uma expressão social significativa, não ter expressão política (...) nem ocupar o espaço público", realçou.

O ministro dos Negócios Estrangeiros acredita, portanto, que os supostos insultos racistas a Marega representam "uma violentação inaceitável de um cidadão que é jogador de futebol, maliano de nacionalidade, e que tem de ser defendido".

Antes de abandonar o relvado, ao minuto 71, Marega marcou o golo da vitória do FC Porto (1-2) sobre o Vitória. Resultado que permitiu ao clube encurtar a vantagem do Benfica, líder da I Liga, para um ponto.

Indignação chega às mais altas instâncias


O primeiro-ministro foi dos primeiros a reagir a este caso. No Twitter, António Costa assinalou uma "dupla vitória" de Marega, pelo golo marcado e pela decisão de abandonar o relvado.

A investigação está em curso, mas a PSP admite que ainda não identificou os responsáveis pelos insultos racistas a Marega. O intendente Nuno Carocha explica que o trabalho de identificação prossegue com recurso às câmaras de videovigilância do estádio.

O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa também já condenou o episódio e deixou um apelo ao sentido cívico e bom senso.

A Renascença confirmou que a Procuradoria-Geral abriu inquérito ao sucedido no D. Afonso Henriques.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.