|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Nova suspeita de coronavírus em Portugal é outra criança

18 fev, 2020 - 15:19 • Marta Grosso

É a terceira criança a ser sujeita a análises para despistar os sintomas associados ao Covid-19. O hospital pediátrico de referência nestes casos é o D. Estefânia, em Lisboa.

A+ / A-

A Direção-Geral de Saúde divulgou, nesta terça-feira, um novo caso de suspeita de infeção por coronavírus.

Trata-se de “uma criança regressada da China, que foi encaminhada para o Hospital Dona Estefânia, Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central”, refere o comunicado.

Tal como tem acontecido em todas as outras situações, a criança fica internada até chegarem os resultados das análises feitas no Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA).

Este é o terceiro caso suspeito de coronavírus identificado numa criança, após avaliação clínica e epidemiológica.

Segundo a DGS, é também, em termos gerais, o 12.º caso suspeito, embora o 11.º não tenha passado de um erro, uma vez que, depois de ter sido anunciado, acabou por ser desmentido.

Até agora, todos as suspeitas detetadas em Portugal têm dado resultado negativo para o novo coronavírus.



De acordo com um estudo divulgado na segunda-feira, a idade é um dos maiores fatores de risco no que toca à taxa de mortalidade pelo novo coronavírus. Dos casos identificados até dia 11 de fevereiro, poucos são os casos graves entre as crianças até nove anos e a taxa de casos fatais é de 0,2% – o número mais baixo entre todas as faixas etárias.

Já a partir dos 70 anos – e, sobretudo, dos 80 – a percentagem sobe, aproximando-se dos 15%. O facto está relacionado com a debilidade geral do organismo e com outras doenças de que o doente já poderá padecer, como doenças cardiovasculares, diabetes e problemas respiratórios crónicos.

De acordo com os últimos dados conhecidos, divulgados nesta terça-feira, o total de mortes no território continental da China é de 1.868, tendo 72.436 pessoas sido infetadas. Mais de 12 mil já estão recuperadas, adiantam as autoridades chinesas.

No espaço de 24 horas, as mesmas autoridades de saúde registaram 98 novas mortes e 1.886 novos casos, sendo que 93 dessas mortes e 1.807 infeções ocorreram na província de Hubei, origem do surto.



Aqui, na província de Hubei a que pertence a cidade de Wuhan, a taxa de mortalidade é de 2,9%, revela o mesmo estudo, enquanto no resto da China continental é de 0,4%. O relatório coloca, por isso, a taxa de mortalidade geral do vírus Covid-19 em 2,3%.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.