|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

António Costa assinala dupla vitória de Marega

17 fev, 2020 - 10:40 • Redação

O primeiro-ministro espera pela punição dos responsáveis pelos insultos racistas ao jogador do FC Porto e fala no endurecer o combate a estas atitudes.

A+ / A-

Veja também:


António Costa junta a sua voz à manifestação de solidariedade com Moussa Marega, jogador do FC Porto que foi alvo de insultos racistas em Guimarães. O Primeiro-ministro assinala uma "dupla vitória" do futebolista maliano.

"O Marega provou duplamente a sua capacidade. Primeiro, desportivamente, marcando o golo que colocou o Porto a um ponto da liderança [da I Liga], mas, sobretudo, como cidadão, explicando que há limites para tudo e que este tipo de comportamentos é inaceitável. Foi uma dupla vitória de Marega. Temos de expressar solidariedade com ele e o repúdio total por este tipo de comportamentos", condena o primeiro-ministro, em declarações aos jornalistas, em Lisboa, à entrada para a reunião de concertação social.

Antes de abandonar o relvado, ao minuto 71, Marega marcou o golo da vitória do FC Porto (1-2). Resultado que permitiu ao clube encurtar a vantagem do Benfica, líder da I Liga, para um ponto. Costa teve uma primeira reação, logo após o final do jogo, no Twitter, em que condenou "todos e quaisquer atos de racismo".

“Quem distingue raças não é humano”. As reações nas redes sociais ao caso Marega
“Quem distingue raças não é humano”. As reações nas redes sociais ao caso Marega

Repressão e trabalho de fundo

O primeiro-ministro espera que este caso "sirva de exemplo para que situações como esta não se repitam" e aponta dois tipos de ação para punir e prevenir casos semelhantes.

"A repressiva, que é a que já está desencadeada, tendo em vista a identificação dos responsáveis, puni-los e aplicar o quadro legal aprovado há um ano, que permite endurecer a punição a agentes e clubes relativamente a práticas de violência e de racismo. Há, depois, um trabalho de fundo que é de toda a sociedade, que passa por promover os valores da defesa da dignidade da pessoa humana e compreender que o racismo é uma das formas mais brutais de expressão da violação da dignidade da pessoa humana", conclui.

A investigação está em curso, mas a PSP admite que ainda não identificou os responsáveis pelos insultos racistas a Marega. O intendente Nuno Carocha explica que o trabalho de identificação prossegue com recurso às câmaras de videovigilância do estádio.

O Presidente Marcelo Rebelo de Sousa já condenou o episódio e deixou um apelo ao sentido cívico e bom senso.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Lurdes Silva
    17 fev, 2020 Lisboa 22:45
    Agora tudo é racismo. Até uma resposta (por incorreta que seja) a uma falta de educação de um jogador, é racismo. Ainda por cima vem o Antonio Costa , ai ai ai ai, até parece que Portugal é um pais racista. Os Portugueses tal como outras nacionalidades somos tolerantes isto sim. Racismo nunca foi um acto dos cidadãos mas sim, são atitudes de minorias que agora por tudo e por nada se sentem coitadinhos e os maus somos todos nós. Hipocrisia é a atitude dos governantes deste pais, que se veem manifestar no caso do Marega, mas nunca abrem a boca quando professores, policias e bombeiros são agredidos e por vezes sujeitos a gritos e insultos racistas das minorias que os atacam. Pois claro neste caso do Marega o primeiro ministro abre a boca por causa do mediátismo do futebol, o senhor têm que demonstrar a sua condenação e bla bla bla. E não se iludam meus caros. O Antonio Costa abriu a boca apenas para manter as aparências de que somos um pais ultra moderno e por causa do dinheirinho que entra no pais por causa do turismo. Se este caso fosse mediatico como futebol que é não se ouviria um piu sobre o assunto. Agora uma coisa. Eu não sou racista ponto. Mas deixo aqui uma pergunta; Em cada 10 Portugueses, quantos não diriam ou pensariam institivamente "preto do carvalho" se num dia de chuva este viesse a conduzir e vos molhasse a passar com a roda do carro numa poça Isto faria ou faz de nós racistas ?
  • Ramiro Silva
    17 fev, 2020 14:06
    Se querem verdadeiramente acabar com a "guerra" instalada no Futebol, acabem com as claques que são quem alimenta e se alimenta da confusão a que assistimos todas as semanas. Quem se der ao cuidado de ver o plantel do Vitória, verificará que é composto por vários negros, pelo que me interrogo se só são racistas para os adversários. Apurem-se as verdades e punam-se os culpados a bem do futebol e do no modo civilizacional