|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Óbitos

A+ / A-

1947-2020

Morreu o ator e argumentista Tozé Martinho

16 fev, 2020 - 18:25

A morte aos 72 anos. Tozé Martinho "entrou" na casa dos portugueses em várias telenovelas e séries televisivas, como "Vila Faia" ou "Homens da Segurança".

A+ / A-

Veja também:


Morreu Tozé Martinho, avançou a SIC Notícias e confirmou fonte da família. O ator e argumentista tinha 72 anos.

Tozé Martinho faleceu no Hospital de Cascais devido a uma paragem cardiorrespiratória, disse fonte da família à agência Lusa.

"Entrou" na casa dos portugueses através de inúmeras participações em telenovelas e séries televisivas.

O ator e argumentista era filho da atriz Maria Teresa Ramalho, mais conhecida por "Tareka", que faleceu em janeiro de 2018.

Tozé Martinho despontou para a televisão no programa "A Visita da Cornélia", em 1977, onde contracenou com a mãe.

António José Bastos de Oliveira Martinho, que nasceu em Lisboa em dezembro de 1947, estreou-se como ator no início da década de 1980 na primeira telenovela portuguesa, "Vila Faia", onde vestiu a pele do inspetor Silveira.

Também protagonizou uma dupla célebre com Nicolau Breyner, na série da RTP "Homens da Segurança".

A série "Sara" foi uma das últimas participações de Tozé Martinho como ator, em 2018.

Irmão da escritora Ana Maria Magalhães, Tozé Martinho estreou-se na escrita de argumentos com a telenovela "Palavras Cruzadas", exibida no final dos anos 1980 na RTP, onde além de coautor foi também ator.

Como argumentista escreveu outras telenovelas para a RTP e TVI, como "Roseira Brava", "Todo o tempo do mundo", "Deite quase tudo" e "Louco Amor".

Antes de abraçar o mundo da representação e da escrita para televisão, Tozé Martinho chegou a ser cavaleiro tauromáquico e cursou Medicina Veterinária e Economia.

Marcelo recorda "um dos atores e guionistas portugueses mais ativos"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, recorda Tozé Martinho como um "dos atores e guionistas portugueses mais ativos".

Numa mensagem publicada no site oficial da Presidência, Marcelo Rebelo de Sousa lembra que "desde 1977 Tozé Martinho era conhecido dos portugueses", quando se estreou no programa "A Visita da Cornélia", ao lado da mãe.

O Presidente da República recorda que, "nas décadas seguintes, tornou-se num dos atores e guionistas portugueses mais ativos, em novelas da RTP e da TVI, além de séries, telefilmes e algum cinema".

"Durante todos esses anos esteve presente no nosso imaginário pelos recorrentes papéis de personagens empáticas, decentes, confiáveis", refere Marcelo Rebelo de Sousa, terminando a mensagem apresentada à família do ator e argumentista os seus "sentidos pêsames".

O presidente do Sport Lisboa e Benfica, Luís Filipe Vieira, manifestou, em nome dos benfiquistas, tristeza pela morte de Tozé Martinho, adepto daquele clube.

Luís Filipe Vieira partilhou a frase: "profunda tristeza foi o que sentimos ao tomar conhecimento da pesarosa notícia do falecimento de Tozé Martinho. Ele era um dos nossos!".

O velório de Tozé Martinho decorre a partir de segunda-feira, às 14h00, da Igreja da Ressurreição, em Cascais, estando o funeral marcado para terça-feira, na mesma localidade.

[notícia atualizada às 23h58]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • José Silva
    16 fev, 2020 Évora 18:46
    Até Um Dia ToZé Martinho. Os Meus Sinceros Sentimentos Para Todos Os Familiares, Amigos, Fãs e Conhecidos Deste Senhor Que Partiu Para a Casa Do Pai!