Tempo
|
A+ / A-

​Dois homens detidos por violência doméstica no Dia dos Namorados

15 fev, 2020 - 17:56

Agressões e ameaças aconteceram no Porto e Guarda. Um dos suspeitos fica com pulseira eletrónica.

A+ / A-

A GNR deteve na sexta-feira dois homens por violência doméstica, um em Guarda e outro no Porto, tendo ambos ficado proibidos de contactar as vítimas e um deles sujeito a pulseira eletrónica.

O Comando Territorial do Porto deteve, no concelho de Espinho, um homem com 32 anos, que já era investigado há duas semanas, anunciou a GNR em comunicado.

Os militares referem que no último ano o suspeito, consumidor de drogas, exercia violência física e psicológica sobre a mulher, de 45 anos.

Na sequência da recente separação dos dois, o suspeito ameaçou matar a vítima, procurou-a em casa, arrombou a porta, destruiu vários objetos no interior da residência, e ainda lhe roubou o telemóvel.

Atendendo à escalada de violência, os militares deram cumprimento a um mandado de detenção, e levaram o suspeito perante o Tribunal de Instrução Criminal de Matosinhos, que lhe aplicou as medidas de coação de obrigação de frequência de um programa de tratamento para a toxicodependência e de afastamento e proibição de contactos com a vítima por qualquer forma ou meio.

O homem ficou controlado por pulseira eletrónica, não se podendo aproximar da vítima num raio de 500 metros.

A outra detenção por um crime da mesma natureza ocorreu em Trancoso, onde o Comando Territorial da Guarda deteve um homem com 29 anos.

De acordo com um comunicado da GNR, após uma denúncia de agressões entre um casal, os militares dirigiram-se ao local e viram um homem a ameaçar a companheira, de 24 anos, tendo efetuado de imediato a detenção.

A GNR apurou que, nos últimos meses, o homem agredia fisicamente, ameaçava de morte e controlava a vítima, verificando-se uma escalada do comportamento violento, devido ao consumo abusivo de álcool.

Presente ao Tribunal Judicial de Trancoso, o homem saiu com as medidas de coação de proibição de contactos e de aproximação da vítima, bem como dos locais que a esta costuma frequentar.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.