|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Meia noite em Goa, Presidente Marcelo ao mar

15 fev, 2020 - 20:26 • Paula Caeiro Varela , enviada especial à Índia

Sem que os jornalistas fossem avisados (pelo menos não foram todos), acompanhado de dois elementos do corpo de seguranças, Marcelo Rebelo de Sousa cumpriu a tradição e foi ao banho nas águas do Índico.

A+ / A-

A temperatura amena da noite goesa pedia, Marcelo Rebelo de Sousa não tentou resistir ao apelo do Índico e fez-se ao mar.

Sem que os jornalistas fossem avisados (pelo menos não foram todos), acompanhado de dois elementos do corpo de seguranças, foi ao banho noturno.

O hotel Cidade de Goa, em cima da praia, era a localização perfeita para o mergulho presidencial.

Já vinha de volta quando passou por alguns jornalistas, de sorriso na cara, e atirou: “está nadado...já está nadado”. E ainda recomendou aos jornalistas que aproveitassem “manhã de manhã cedo”.

Marcelo na Índia. Uma visita "mais executiva" sem esquecer os direitos humanos
Marcelo na Índia. Uma visita "mais executiva" sem esquecer os direitos humanos

O programa inicial da visita tinha a manhã livre, mas com o aviso de que poderia ser alterado. Claro que foi. É domingo e o Presidente vai à missa. A comunidade com ascendência portuguesa foi convocada e espera-se cheia a Igreja da Imaculada Conceição, em Panjim, inicialmente uma capela construída em 1541, onde se celebra missa em inglês, português e koncani. Este domingo às 10h30 (menos 5 horas e meia em Lisboa) será em português.

O Presidente da República chegou hoje ao final da tarde a Goa, vindo de Mumbai (antiga Bombaim) e foi recebido no hotel cidade de Goa, com um cocktail, um colar de flores brancas e vermelhas que puseram a toda a comitiva, e um “bindi” vermelho na testa.

Mais tarde, num colóquio sobre design urbano, Marcelo Rebelo de Sousa afirmou sentir-se em casa e elogiou a singularidade de Goa, um cruzamento entre culturas que é também uma herança portuguesa da qual sente orgulho, como sente orgulho da influência indiana na cultura portuguesa. “Sem nostalgia e sem complexos”, afirmou.

Antes, Marcelo Rebelo de Sousa presidiu, num jardim à beira do mar, a uma cerimónia de assinatura de novos protocolos de colaboração entre as autoridades indianas e portuguesas, incluindo o tão anunciado acordo com o grupo “Águas de Portugal” para a construção de equipamentos de saneamento em Goa.

Saiba Mais
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • 16 fev, 2020 12:07
    E melhor nao condecorares!