RR
|
A+ / A-

Silas espera que o ataque do Sporting condicione o Rio Ave

14 fev, 2020 - 13:28 • Redação

O treinador espera que à terceira vez o Sporting seja capaz de bater a equipa de Carlos Carvalhal. Falta de união no clube não tem afetado prestação dos jogadores.

A+ / A-

O Sporting já perdeu duas vezes com o Rio Ave, esta época, mas Jorge Silas continua mais preocupado com aquilo que a sua equipa pode fazer para limitar o adversário, do que com aquilo que o adversário pode fazer para condicionar o Sporting. Com as armas que tem ao seu dispor, o treinador dos leões espera levar a melhor sobre os de Vila do Conde.

"Não preparamos o jogo a pensar naquilo que é a dinâmica atacante do adversário. Preparamos a pensar naquilo que podemos fazer. Preocupa-me mais a maneira como vamos atacar. Queremos condicionar o Rio Ave atacando melhor", explica, em conferência de imprensa, em Alcochete.

"O Rio Ave ganhou aqui [em Alvalade], mas podemos fazer mais do que nesses dois jogos. Será um jogo difícil, mas temos as nossas armas e queremos pô-las em prática", acrescenta o treinador do Sporting, equipa que foi derrota pelo Rio Ave, tanto na primeira volta como na fase de grupos da Taça da Liga.

Contestação não tem afetado a equipa

O Sporting continua a viver um momento muito difícil a nível social e os adeptos manifestam-se, também, durante os jogos. Silas lamenta que não haja uma união forte, mas ressalva que o desempenho da equipa não tem sido prejudicado por isso.

"A performance em casa não tem sido afetada. Os jogos que perdemos foi com equipas muito fortes e até jogamos bem. Se tivermos todos a puxar para o mesmo lado, claro que fica mais fácil para nós. Mas ainda no último jogo os adeptos mostraram desagrado quando não estávamos bem. Melhorámos e eles deram o seu apoio. Nós também temos de dar de nós para eles nos apoiarem", avalia.

Atraso do Sporting deve-se ao acerto dos da frente

Silas pegou no Sporting à 7.ª jornada da I Liga, no 9.º lugar a sete pontos de Benfica e FC Porto. À entrada para a 21ª. jornada, o clube está no 3.º posto a 19 pontos do Benfica e a 15 do FC Porto.

O treinador justifica a diferença com o comportamento dos dois da frente. "Foram mais regulares. O Benfica só perdeu com o Porto. É difícil encontrar ligas assim. Temos de olhar sempre para cima e não fiquei convencido nos jogo com Porto e Benfica, de que eles tenham sido superiores a nós", remata.

Mathieu está lesionado e fica de fora do jogo com o Rio Ave. Vietto também não conta, devido a castigo. Acuña está em dúvida. Limitações que Silas espera ultrapassar, seja com alterações de peça por peça, ou com uma mudança tática.

O Rio Ave-Sporting, a contar para a jornada 21 da I Liga, é este sábado, às 20h30. Jogo com relato na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.