RR
|
A+ / A-

PSP compra viaturas com proteção balística

14 fev, 2020 - 13:57 • Lusa

São 15 carros que vão conferir "às equipas policiais maior mobilidade e capacidade de reação rápida armada perante ameaças que assim o exijam", diz a polícia.

A+ / A-

A PSP adquiriu 21 novas viaturas para o desempenho de missões policiais específicas, sendo que 15 delas foram reforçadas com proteção balística para dar maior grau de segurança aos polícias.

Em comunicado divulgado nesta sexta-feira, a direção nacional da Polícia de Segurança Pública adianta que as 21 novas viaturas foram distribuídas nesta semana pelos comandos de Lisboa, Porto e Setúbal e ainda pela Unidade Especial de Polícia (UEP).

Entre as 21 viaturas estão 15 carros de patrulhamento especializado e que foram reforçados com proteção balística em locais específicos da carroçaria e vidros resistentes à projeção de fragmentos, o que vai conferir maior grau de segurança aos ocupantes.

Esta força de segurança sublinha que estas 15 viaturas vão conferir "às equipas policiais maior mobilidade e capacidade de reação rápida armada perante ameaças que assim o exijam".

O lote das 21 viaturas compreende ainda cinco carros preparados para o transporte de cidadãos detidos e um outro carro "especialmente preparado" para a subunidade operacional Centro de Inativação de explosivos e segurança do subsolo da UEP.

A PSP explica que se trata de 21 viaturas caracterizadas e preparadas de origem por empresas portuguesas para "o desempenho de missões policiais específicas, com as características técnicas definidas" pela Polícia.

Esta aquisição insere-se no âmbito da Lei de Programação de Infraestruturas e Equipamentos das Forças e Serviços de Segurança.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.