RR
|
A+ / A-

Luanda Leaks

Espanhol ABANCA compra Eurobic e abre portas à saída de Isabel dos Santos

10 fev, 2020 - 16:00 • Marta Grosso

É a quinta aquisição do banco espanhol desde 2014 e a segunda em Portugal. Isabel dos Santos ainda detém 42,5% do capital do Eurobic, mas o banco já anunciou a desvinculação da empresária angolana.

A+ / A-

Os espanhóis do ABANCA fecharam acordo para compra do EuroBic. A informação é avançada nesta segunda-feira pelo próprio banco, em comunicado.

“O ABANCA acordou a compra de 95% das ações do EuroBic. O Banco de Portugal foi informado em detalhe dos termos da operação”, lê-se na nota de imprensa.

Esta é a quinta aquisição do ABANCA desde 2014 e a segunda em Portugal e permite que Isabel dos Santos, maior acionista no Eurobic, deixe o banco na sequência do escândalo Luanda Leaks.

Na semana passada, na apresentação de resultados, em Espanha, os principais dirigentes do Abanca Corporación Bancaria já tinham admitido aos jornalistas que a compra do EuroBic em Portugal estava a ser ponderada. E adiantaram que não iriam adquirir menos de 75%.

No comunicado desta segunda-feira, o banco espanhol refere o sucesso na “integração de outras entidades”.

“A primeira foi a integração, em 2014, do Banco Etcheverría; em 2017, foi realizada a compra de Popular Servicios Financieros; em 2018, o ABANCA comprou o DB PCB e também no mesmo ano comprou à Caixa Geral de Depósitos o seu banco em Espanha, o Banco Caixa Geral”, aponta.

“Com a compra do DB PCB, o ABANCA tem atualmente em Portugal 70 agências, com 500 colaboradores e mais de 80.000 clientes”, resume.

O negócio com o EuroBic está agora, “como sempre acontece neste tipo de operações, a um processo de ‘due dilligence’ e às autorizações das autoridades regulatórias”, termina o comunicado.

O EuroBic é liderado pelo antigo ministro das Finanças Teixeira dos Santos.

Em reação à notícia, o Banco de Portugal disse em comunicado que foi informado da compra mas lembrou que a concretização do negócio depende da luz verde do Banco Central Europeu (BCE).

"Em conformidade com o previsto na lei e regulamentos europeus aplicáveis, esta aquisição está sujeita à autorização do Banco Central Europeu, em articulação com o Banco de Portugal, uma vez recebida e analisada a informação exigível", lê-se no breve comunicado divulgado pelo supervisor.

A instituição liderada por Carlos Costa acrescenta que apenas foi informada hoje do memorando de entendimento assinado pelos dois bancos "tendo em vista a aquisição pelo Abanca da maioria do capital do EuroBic".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.