RR
|
A+ / A-

Confederação Europeia de Sindicato

Salários em Portugal são mais baixos do que há 10 anos

04 fev, 2020 - 12:34 • Lusa

Realidade semelhante verifica-se também noutros cinco países da União Europeia.

A+ / A-

A Confederação Europeia de Sindicatos (CES) advertiu esta terça-feira que os pacotes salariais dos trabalhadores de seis Estados-membros, entre os quais Portugal, são em média mais baixos do que há 10 anos, pelo que para eles “a crise não acabou”.

De acordo com os dados compilados pela CES, entre 2010 e 2019, os pacotes salariais ajustados à inflação (e incluindo contribuições para a Segurança Social e pagamentos de subsídios) desceram em média em seis Estados-membros. Em três outros países, os salários permaneceram basicamente congelados na última década.

Segundo a CES, em comparação com 2010, os pacotes salariais em 2019 eram 15% mais baixos na Grécia, 7% em Chipre, 5% na Croácia, 4% em Portugal e Espanha e 2% em Itália.

“Os trabalhadores em seis países da UE estão em piores condições do que há 10 anos. Os líderes da UE [União Europeia] gostam de falar na alegada retoma, mas a crise não acabou para milhões de trabalhadores em muitos Estados-membros”, comentou a secretária-geral adjunta da CES, Esther Lunch, que exorta assim a UE a “fazer muito mais para promover o aumento nos salários e nos salários mínimos” praticados na União.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.