|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Fábio Coentrão anuncia retirada do futebol

29 jan, 2020 - 14:49 • Redação

O agora antigo lateral-esquerdo internacional português, de 31 anos, começou e terminou a carreira no Rio Ave.

A+ / A-

Fábio Coentrão anunciou, esta quarta-feira, o final da carreira como futebolista profissional, aos 31 anos. Contudo, horas depois, o jogador desmentiu esta informação. “Claro que não estou reformado."

O agora antigo internacional português, que estava sem clube, falou no Tribunal do Monsanto, a propósito do julgamento do ataque à Academia do Sporting, em Alcochete. Quando questionado sobre a profissão, respondeu: "Sou jogador de futebol reformado."

Coentrão estava a ser associado ao Bolonha, pelo "Corriere dello Sport". De acordo com o jornal italiano, o ex-lateral-esquerdo, que não jogava há seis meses, por não ter clube, ter-se-ia oferecido aos bolonheses.

Início e fim em Vila do Conde

Fábio Coentrão foi formado no Rio Ave, antes de rumar ao Benfica. Foi na Luz que se fez estrela, que chegou à seleção nacional e que assegurou uma transferência de 30 milhões de euros para o Real Madrid.

Inicialmente, a experiência em Espanha correu bem, no entanto, à terceira época, Coentrão deixou de ter utilização. O defesa foi, então, emprestado ao Mónaco, onde brilhou até lesionar-se com gravidade, e, depois, ao Sporting, onde se reencontrou com o futebol. Na última época, após desvincular-se do Real Madrid, representou o Rio Ave.

No verão, Fábio Coentrão terá estado perto de reforçar o FC Porto. No entanto, após muita polémica, a transferência terá caído por terra.

O agora antigo defesa também chegou a estar próximo do PAOK, da Grécia, treinado por Abel Ferreira, e do Fenerbahçe, da Turquia. Contudo, ambas as possibilidades acabaram por não se concretizar.

Fábio Coentrão pendura as botas após 15 anos como jogador de futebol. O palmarés é rico: uma Liga portuguesa, três Taças da Liga, duas Ligas espanholas, uma Taça do Rei, uma Supertaça de Espanha, uma Supertaça europeia, dois Mundiais de Clubes e duas Ligas dos Campeões. No total, em 405 jogos como profissional, marcou 30 golos. Cinco foram ao serviço da seleção nacional, em 52 internacionalizações.

O início e o fim foram em Vila do Conde, com o Rio Ave.


Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.