|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

​Coronavírus. 14 portugueses pedem para ser retirados da China

27 jan, 2020 - 14:01 • Liliana Monteiro , Cristina Nascimento

Governo português está a organizar a saída destes cidadãos em conjunto com outros países.

A+ / A-

O Governo recebeu o pedido de 14 portugueses para serem retirados da China, devido ao surto de coronavírus.

Em declarações à Renascença, o ministro dos Negócios Estrangeiros explica que estão em curso ações para a retirada destes portugueses num transporte conjunto com outros países que estão a tomar a mesma medida.

"Nós temos neste momento indicação da parte de 14 concidadãos nossos que estão em Wuhan da sua vontade de serem repatriados", refere o governante, acrescentando que essa operação de retirada será conjunta.

“O que estamos a fazer é em coordenação com outros países da União Europeia que têm também um número relativamente reduzido de residentes, estamos a procurar coordenarmo-nos para fazermos uma ação conjunta”, esclareceeu Santos Silva.

Nestas declarações à Renascença, Santos Silva esclarece que, de acordo com os registos consulares, vivem em Wuhan cerca de 20 portugueses, dos quais alguns "estavam a passar férias em Portugal".

O surto de coronavírus já fez mais de 80 mortos e estão confirmados quase três mil casos na China. Especialistas acreditam, tendo por base modelos matemáticos, que o número de casos pode vir a ultrapassar os 40 mil.

“Iniciámos já os procedimentos de pedido de autorização junto das autoridades sanitárias chinesas para proceder à respetiva evacuação, se e quando ela for possível e necessária”, acrescentou ainda o chefe da diplomacia portuguesa.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.