RR
|
A+ / A-

Michael Jordan "chocado" com morte de Kobe Bryant. "Era como um irmão mais novo"

27 jan, 2020 - 02:33 • Redação

Antigo número 23 dos Chicago Bulls recorda Kobe como um “competidor destemido, um dos maiores do jogo e uma força criativa”.

A+ / A-

Veja também:


Michael Jordan, para uns o melhor basquetebolista de todos os tempos, mostra-se “chocado” com a morte de Kobe Bryant e da sua filha Gianna.

“Palavras não conseguem descrever o que estou a sentir. Eu amava o Kobe – era como um irmão mais novo. Costumávamos falar com frequência e vou sentir muito a falta daquelas conversas”, afirma “Air” Jordan, em comunicado.

Campeão da NBA por seis vezes, o antigo número 23 dos Chicago Bulls recorda Kobe como um “competidor destemido, um dos maiores do jogo e uma força criativa”.

Michael Jordan, de 56 anos, descreve Kobe como um “pai incrível que amava a família profundamente, e tinha muito orgulho no amor das filhas pelo basquetebol”.

A antiga estrela da NBA Kobe Bryant morreu este domingo na sequência da queda do helicóptero em que seguia em Calabasas, na Califórnia. Tinha 41 anos.

Entre as vítimas mortais está também a filha do ex-basquetebolista, Gianna Maria, de 13 anos, avançam fontes oficiais da NBA, a liga norte-americana de basquetebol.

Outras sete pessoas morreram na queda do helicóptero modelo Sikorsky S-76B, entre as quais o piloto, referem as autoridades norte-americanas no balanço mais recente da tragédia.

A notícia da morte de Kobe foi avançada por vários órgãos de comunicação norte-americanos e confirmada pelas autoridades da cidade de Calabasas.

A queda do helicóptero aconteceu numa zona montanhosa, numa altura em que havia algum nevoeiro. As causas do acidente estão a ser investigadas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.