|
A+ / A-

FC Porto

Sérgio revela como decide quem fala na roda. "Depende da minha azia"

24 jan, 2020 - 14:12 • Redação

O treinador do FC Porto defende Diogo Costa, depois do erro, e elogia a boa vontade de Corona: "Tem melhor feitio que eu."

A+ / A-

Sérgio Conceição explicou, esta sexta-feira, como decide quem fala na roda da união do FC Porto, no final de cada jogo. E se alguém fala, sequer.

A revelação surgiu na sequência do último lance da meia-final da Taça da Liga, frente ao Vitória de Guimarães. Diogo Costa saiu da baliza, não agarrou a bola à primeira e, à segunda, sofreu falta, de acordo com a análise do árbitro da partida. No final, o guarda-redes falou na roda.

"Quem fala na roda está estipulado. Falou ele, como já falaram outros. Outras vezes, ninguém fala e ficamos todos a olhar uns para os outros. Depende da minha azia", esclareceu Sérgio Conceição, entre risos, em conferência de imprensa de antevisão da final da competição.

Sobre o erro de Diogo Costa, o treinador do FC Porto optou por defender tanto a decisão, como a força mental do guarda-redes, de 20 anos:

"Não somos meninos ,somos homens. Até parece que somos de cristal e ao mínimo erro ficamos abalados. Ele saiu naquela bola e saiu bem. Se não houvesse falta, agarrava a bola e estávamos a dar os parabéns. Saiu bem, depois socar ou agarrar é uma decisão que trabalhamos no treino."

O sorriso de Corona


Sérgio Conceição foi questionado sobre a preferência de Corona por jogar a extremo, relativamente a alinhar como lateral-direito.

O treinador do FC Porto enalteceu a boa vontade do internacional mexicano, quando joga na posição de que menos gosta.

"O Corona tem essa qualidade e tem melhor feitio que eu. Eu sei que ele gosta mais de jogar na frente, mas jogando a lateral está com um sorriso na cara sempre igual. O Corona tem essa particularidade de fazer de lateral com um sorriso grande", assinalou o técnico.

O Sporting de Braga-FC Porto, da final da Taça da Liga, está marcado para sábado, às 19h45, no Estádio Municipal de Braga. Terá relato em direto na Renascença e acompanhamento ao minuto em rr.sapo.pt.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.