|

 Confirmados

 Suspeitos

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Tóquio 2020

Anéis olímpicos acesos a seis meses do início dos Jogos

24 jan, 2020 - 12:43 • Lusa

Os cinco aros entrelaçados, símbolo do torneio, encontram-se instalados num suporte montado numa barcaça na baía de Tóquio

A+ / A-

Tóquio decidiu assinalar o facto de faltarem apenas seis meses para os Jogos Olímpicos 2020, esta sexta-feira, com a iluminação dos anéis olímpicos na baía da cidade e um espetáculo de fogo de artifício.

Os cinco aros entrelaçados, símbolo da competição que irá decorrer de 24 de julho a 9 de agosto, encontram-se instalados num suporte montado numa barcaça na baía de Tóquio e têm uma altura de 15,3 metros e uma largura de 32,6 metros.

De acordo com o comité organizador de Tóquio 2020, apenas um dos 43 locais, o centro aquático de Ariake, ainda não concluiu os seus trabalhos. São oito novas sedes permanentes, 25 melhoramentos nas existentes e dez temporárias.

O novo estádio olímpico, palco principal do atletismo, foi inaugurado em dezembro de 2019 e estreou a 1 de janeiro com a final da Taça Imperador de futebol, que o Vissel Kobe de Andres Iniesta, David Villa e Lukas Podolski ergueu, após triunfo sobre o Kashima Anters (2-0).

O parque aquático, onde os entrelaçados anéis olímpicos foram instalados e acessos, na ilha artificial de Odaiba, receberá o triatlo olímpico e eventos de natação em águas abertas (10 km).

Após os Jogos Olímpicos, a estrutura que suporta os anéis olímpicos será substituída pelo símbolo dos Jogos Paralímpicos, que decorrerão entre 25 de agosto e 6 de setembro na capital japonesa.

Os anéis olímpicos foram acesos numa baía dominada pela majestosa Ponte Arco-Íris, que liga a costa da capital japonesa a Odaiba e que se destaca com as suas luzes, também com as cores olímpicas.

Outros lugares da cidade, como a Torre de Tóquio, um dos ícones da capital japonesa, também foram iluminados com as cores olímpicas.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.