RR
|
A+ / A-

Luanda Leaks. Isabel dos Santos deixa estrutura acionista da Efacec

24 jan, 2020 - 12:51 • Redação

Isabel dos Santos foi constituída arguida, em Angola, na sequência das revelações do “Luanda Leaks”. Neste momento, é suspeita de má gestão e desvio de fundos enquanto liderou a petrolífera estatal angolana Sonangol.

A+ / A-

A Efacec Power Solutions anunciou, esta sexta-feira, que Isabel dos Santos “decidiu sair da estrutura acionista” da empresa, “com efeitos definitivos”.

Como consequência desta decisão, Mário Leite da Silva e Jorge Brito Pereira renunciaram aos cargos de presidente do conselho de administração e presidente da assembleia geral, respetivamente.

Isabel dos Santos foi constituída arguida, em Angola, na sequência das revelações do “Luanda Leaks”. Neste momento, é suspeita de má gestão e desvio de fundos enquanto liderou a petrolífera estatal angolana Sonangol.

A empresária também já tinha abandonado a estrutura do EuroBic “para salvaguardar a confiança na instituição”.

No comunicado da Efacec, a empresa afirma continuar “vinculada a princípios de uma gestão sã, diligência e boa fé” e “reafirma uma palavra de tranquilidade e confiança a todos os trabalhadores, clientes e fornecedores”.


Veja também:

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Desabafo Assim
    24 jan, 2020 13:59
    No global leviandade noticiosa, quem pagou a fatura do orgulho?