RR
|
A+ / A-

Benfica

Robin Koch não foi chamado à seleção da Alemanha por acaso

23 jan, 2020 - 12:45 • João Fonseca

Nuno Félix, consultor de clubes alemães, aprova a chegada do internacional alemão, de 23 anos, à Liga portuguesa e ao Benfica, com elogios para as qualidades como central.

A+ / A-

Nuno Félix, consultor de clubes alemães, aprova o interesse do Benfica na contratação de Robin Koch, central internacional alemão do Friburgo.

Em entrevista a Bola Branca, Nuno Félix fala de um defesa "muito regular a nível exibicional e que tem fama de ser um excelente profissional e um jogador que trabalha muito ao nível do treino". Daí que, na sua opinião, tenha sido "mais do que merecido [Koch] ter chegado à seleção nacional".

"É um jogador com qualidade suficiente para jogar no Benfica. Por vezes, não parece rápido, mas tem grande capacidade de recuperação. Não tendo muitos golos, é muito importante nas bolas aéreas ofensivas. Tem um bom posicionamento, uma boa saída de bola, também sabe sair bem da pressão quando em posse. É um jogador muito racional e que não se deixa levar pelos momentos do jogo. Dá muitas garantias", assegura.

Embora tenha sido presença assídua nas últimas convocatórias do selecionador da Alemanha, Joachim Low, o percurso de Koch nas selecções mais jovens "não é muito extenso", até devido "à quantidade de bons defesas centrais que a Alemanha produz praticamente em todas as gerações". No entanto, o alvo do Benfica está a "afirmar-se aos 23 anos e tem dado boa conta de si".

O Friburgo joga muitas vezes num esquema de três centrais. Nuno Félix refere que Koch é um "jogador muito eficiente" e que deverá alinhar mais como "central pela direita do que pela esquerda".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.