RR
|
A+ / A-

Taça da Liga

Laureta: "Faltam ideias a este Porto"

22 jan, 2020 - 12:45 • Luís Aresta

Antigo lateral de FC Porto e Vitória de Guimarães assinala falta de criatividade na equipa de Sérgio Conceição e vê uma equipa minhota coesa, capaz de chegar à final da Taça da Liga.

A+ / A-

Pensar que o FC Porto perdeu com o Sporting Braga porque falhou dois penaltis seria um erro, porque está a faltar algo mais ao futebol praticado pela equipa de Sérgio Conceição. É esta a opinião de Laureta, antigo jogador dos dragões, em entrevista a Bola Branca.

O antigo lateral-esquerdo, que representou FC Porto e Vitória de Guimarães, olha para as possibilidades de um e outro lado, na meia-final da Taça da Liga, e conclui que não estranharia se a competição tivesse uma final “à minhota”, depois de o Braga já ter despachado o Sporting.

Laureta fundamenta esta expetativa num FC Porto a que “têm faltado ideias e que tem revelado dificuldades na criatividade”. Foi por aí, aponta, que os dragões caíram com o Braga, não pelos penáltis falhados.

"Os penáltis fazem parte do jogo e do trabalho. Tem de haver gente criativa, capaz de desequilibrar, para ganhar suporte ofensivo, com mais oportunidades de golo", assinala o antigo defesa de Porto e Vitória.

FC Porto reagirá na Taça da Liga


Laureta aponta para uma reação do FC Porto na Taça da Liga, em Braga, para esquecer as mágoas do campeonato e do Dragão.

"A sete pontos do Benfica, o campeonato começa a ficar complicado, pelo que os jogadores do Porto e toda a estrutura vão querer dar uma alegria aos sócios", explica o antigo lateral-esquerdo portista.

O FC Porto não poderá contar com facilidades, adverte Laureta. O Vitória “é composto por jogadores acima da média, num bloco forte em que impera a camaradagem traduzida numa equipa determinada, que faz o jogo pelo jogo e, quando assim é, está mais perto de marcar e de ganhar”.

Esta é a segunda vez que Vitória Porto se encontram, esta época. Na quarta jornada do campeonato, os portistas somaram um triunfo gordo (3-0), que começou a ser construído decorridos apenas 40 segundos de jogo, quando Tapsoba viu vermelho direto, após uma falta sobre Marega.

Para Laureta, que se mantém ligado ao futebol, mas longe dos palcos mediáticos, o que se passou no Dragão “foi uma coisa muita feia e com um resultado bastante enganador”. Remata o antigo defesa que o Vitória seguramente não entrará em campo com a intenção de “acertar as contas”. Será, isso sim, uma equipa “focada, num bom momento, com tudo para desfrutar do jogo e passar à final” da Taça da Liga.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.