|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Aeroporto do Montijo. PCP critica "cedência" à Vinci e insiste em Alcochete

22 jan, 2020 - 11:47 • Lusa

APA confirmou a viabilidade ambiental do novo aeroporto. Esta decisão mantém cerca de 160 medidas de minimização e compensação.

A+ / A-

O PCP defendeu que a decisão favorável da Agência Portuguesa do Ambiente (APA) ao novo aeroporto no Montijo "não afasta a necessidade" da construção de um aeroporto com capacidade de expansão no Campo de Tiro de Alcochete.

Para o partido, a decisão favorável da APA à utilização da Base Aérea do Montijo para uso civil representa uma "cedência do Governo PS aos interesses da multinacional Vinci [concessionária]", permitindo-lhe a construção de um "apeadeiro" e o benefício de novos direitos de cedência no aeroporto da Portela.

"Por mais que queiram justificar a construção de um apeadeiro, o que Portugal precisa é de um novo aeroporto! Um aeroporto digno desse nome. Que tenha capacidade de expansão e de desenvolvimento, que permita um investimento faseado para dar resposta às necessidades futuras do país", afirmou o PCP, em comunicado.

A APA confirmou na terça-feira a viabilidade ambiental do novo aeroporto no Montijo, projeto que recebeu uma decisão favorável condicionada em sede de DIA.

Esta decisão mantém cerca de 160 medidas de minimização e compensação a que a ANA - Aeroportos de Portugal "terá de dar cumprimento", as quais ascendem a cerca de 48 milhões de euros, adianta a nota da APA.

A decisão "favorável aos interesses da Vinci, não afasta a necessidade de prosseguir a luta pela construção de um novo aeroporto internacional no Campo de Tiro de Alcochete", defendeu o PCP.

Independentemente do escrutínio e "intervenção política" que a utilização da Base Aérea do Montijo como pista complementar ao aeroporto da Portela suscitará, o PCP continuará a luta por um novo aeroporto internacional no Campo de Tiro de Alcochete.

Oito organizações ambientalistas vão recorrer aos tribunais e à Comissão Europeia para travar o aeroporto no Montijo, por considerarem "ir contra as leis nacionais, as diretivas europeias e os tratados internacionais".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.