|

 Casos Ativos

 Suspeitos Atuais

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

"Mentira! Tenham vergonha!". Joacine exalta-se contra proposta de retirada da confiança política

18 jan, 2020 - 13:12 • Lusa

“Isto é inadmissível, isto é mentira, tenham vergonha, mentira absoluta!”, disse a deputada, exaltada.

A+ / A-
"Tenham vergonha!". O momento em que Joacine se exalta contra liderança do Livre
"Tenham vergonha!". O momento em que Joacine se exalta contra liderança do Livre

A deputada única do Livre Joacine Katar Moreira reagiu este sábado, de forma exaltada, à proposta de retirada de confiança da assembleia do partido, gritando que os argumentos são “uma mentira absoluta”.

“Isto é inadmissível, isto é mentira, tenham vergonha, mentira absoluta!”, disse de forma exaltada a deputada, batendo no púlpito onde subiu para reagir às considerações contidas na resolução da 42.ª Assembleia do partido.

“Como é que isto é possível? Como ousam dizer isto?”, reiterou, gritando, enquanto a mesa do congresso pedia calma à deputada.

Numa declaração com aproximadamente 10 minutos, Joacine lembrou que apresentou ao congresso documentação com o trabalho elaborado ao longo de dois meses de mandato, apelando à sua consulta e repetindo que o relatório feito pela assembleia do partido está cheio de “inverdades”.

A parlamentar afirmou que “há palavras que valem mais do que outras” e acrescentou que são os membros do partido que irão votar e decidir quanto à retirada da confiança política.

“Isto é uma perseguição absoluta. Decidam! Isto é inadmissível. Eu não fiz nada de errado ainda – ainda porque sou humana”, salientou, acrescentando que considera esta situação “ilegal”.

Joacine afirmou que esteve “obcecada” pelo seu trabalho na Assembleia da República e referiu que lhe foram feitas várias sugestões por parte de membros do partido.

A deputada reiterou que não irá renunciar ao seu mandato “para que as pessoas não se sintam defraudadas” e para “não deixar órfãos” aqueles que a elegeram em outubro.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Digo eu
    19 jan, 2020 Por Cá 09:36
    Ultima hora: a Gaguez cura-se com a exaltação. Alguém ouviu a tipa gaguejar, enquanto berrava ao ver o tacho a ir-se?
  • Cidadao
    18 jan, 2020 Lisboa 13:29
    Ou há um volte-face, ou esta Joacine vai dar cabo do Livre. Quem volta a votar num partido que se diz reformista, mas nem sequer sabe escolher os candidatos a deputados? Ou o que é o mesmo, duvido que os votantes do Livre, o tivessem feito (votar no Livre) se soubessem que os votos deles iam servir para isto...