|
A+ / A-

Chove até sábado e depois regressa o tempo seco e frio

16 jan, 2020 - 07:47 • Lusa

Instituto Português do Mar e da Atmosfera revela que até sábado está prevista a passagem de sucessivas ondulações frontais que vão trazer chuva forte.

A+ / A-

A chuva deve cair com intensidade e frequência, especialmente nas regiões do norte e centro, e a partir de domingo regressa o tempo seco e frio com descida significativa das temperaturas mínimas.

A meteorologista Maria João Frada, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), adiantou que até sábado está prevista a passagem de sucessivas ondulações frontais que vão trazer chuva forte.
“Hoje de manhã temos já períodos de chuva em geral fraca e a partir da manhã prevê-se um aumento da intensidade e frequência da precipitação, especialmente no norte e cento, acompanhada de vento forte com rajadas nas terras altas até 100 quilómetros por hora”, disse.
Esta situação levou já a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) a emitir na quarta-feira um alerta para o agravamento das condições meteorológicas, em particular nos distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Braga e Porto.
A ANEPC recomenda que seja dada “especial atenção às zonas historicamente identificadas como vulneráveis a inundações”, uma vez que poderá haver acumulação de água da chuva nas bacias hidrográficas de Lima, Cávado e margem norte do Douro.
“Por causa do mau tempo, o IPMA emitiu aviso laranja para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto e Aveiro devido à agitação marítima, prevendo-se ondas de sudoeste com 5 a 5,5 metros, podendo atingir 9 metros de altura máxima”, disse. Vai estar em vigor entre as 12h00 e as 18h00 de hoje.
Os distritos de Coimbra, Leiria e Lisboa, também estão sob aviso amarelo por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de oeste/sudoeste com 4 a 5 metros até às 21h00 de hoje.
O IPMA emitiu também aviso amarelo para Viana do Castelo, Braga e Porto devido à previsão de períodos de chuva, por vezes forte, entre as 12h00 e as 18h00 de hoje.
Os distritos de Viana do Castelo, Porto, Braga, Aveiro, Vila Real, Guarda, Viseu e Coimbra devido ao vento forte de sul, com rajadas até 80 quilómetros por hora no litoral e rajadas até 100 quilómetros por hora nas terras altas entre as 9h00 e as 18h00 de hoje.

Tempo começa a muda na sexta

“Para sexta-feira prevê-se uma diminuição considerável da intensidade do vento. Teremos neblinas e nevoeiros matinais e uma descida significativa das temperaturas mínimas. Vão rondar os 3 a 6 graus no norte e centro”, disse.
Segundo Maria João Frada, na sexta-feira estão previstos aguaceiros fracos durante a madrugada nas regiões do norte e centro, podendo ocorrer queda de neve.
“No sábado voltamos a ter uma aproximação de ondulação frontal com a vinda de chuva. Vai ser um dia com muita chuva e vento em todo o território. Esta chuva pode ser temporariamente intensa, acompanhado por vento forte, em especial no litoral e nas terras altas e queda de neve de madrugada em quotas acima dos 700/900 metros”, referiu.
Para domingo, indicou Maria João Frada, está prevista uma melhoria com o regresso do tempo seco, mas também do frio com a descida acentuada das temperaturas e vento, que vão fazer aumentar o desconforto térmico.
De acordo com o IPMA, as temperaturas mínimas vão descer em Portugal continental na ordem dos 7 graus.
“No domingo, as temperaturas mínimas vão rondar os -2 e 1 no nordeste transmontano e Beira Alta, entre 4 e 6 graus no resto do território, com exceção do Algarve que será entre os 5 e os 8 graus. Na segunda-feira, as temperaturas mínimas voltam a descer 2 graus nas regiões do norte e centro”, disse.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.