Tempo
|
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
Tudo o que precisa de saber sobre o Mundial 2022 Últimas Notícias Mundial 2022
A+ / A-

Sousa Lara

Chega. Porta-voz de Ventura demite-se do cargo por querer manter subvenção vitalícia

08 jan, 2020 - 22:45 • Lusa

"Foi a melhor solução para o problema”, considerou o presidente do partido de extrema-direita, André Ventura.

A+ / A-

O porta-voz do Chega, Sousa Lara, apresentou na terça-feira o pedido de demissão do cargo, por recusar renunciar a uma subvenção vitalícia, que foi aceite hoje, disse o presidente do partido, André Ventura.

“Tornou-se público, e eu também não sabia, que, apesar de a subvenção vitalícia do professor Sousa Lara não estar ativa, houve um momento histórico em que essa subvenção esteve ativa”, afirmou André Ventura, acrescentando que, na ótica do partido, a “única hipótese que existiria, neste caso, seria a renúncia definitiva” a essa mesma subvenção caso Sousa Lara pretendesse manter-se em funções.

O também deputado único do Chega na Assembleia da República explicou que, “caso isso não acontecesse”, só era possível “um de dois cenários, a exoneração [do cargo], que seria um ato da direção, ou o pedido de demissão” de Sousa Lara. “Esse pedido [de demissão] ocorreu ontem [terça-feira]” e a direção do partido aceitou hoje, prosseguiu Ventura, considerando que foi “a melhor solução para o problema”.

De acordo com o dirigente, o Chega “não aceita, nem aceitará ter qualquer dirigente, porta-voz ou membro de qualquer órgão a auferir ou a beneficiar” de subvenções vitalícias, das quais o partido é “totalmente contra”. O parlamentar do Chega adiantou também que a escolha de um novo porta-voz será “decidida até domingo”.

André Ventura foi questionado, em 18 de dezembro de 2019, pelo líder parlamentar do Bloco de Esquerda (BE), Pedro Filipe Soares, sobre o regime de pensão vitalícia de Sousa Lara. “Quando nós aqui acabámos com o regime de pensões vitalícias que, de facto, eram uma vergonha para o regime democrático, eu queria que me explicasse porque é que o seu porta-voz nacional, um dos beneficiários deste regime de pensão vitalícia, Sousa Lara, [se] foi por essa alteração legal que deixou de receber porque, por ele, continuaria a receber. Considera que isto é uma vergonha senhor deputado?”, questionou o parlamentar bloquista.

Na réplica, o deputado do Chega não respondeu diretamente à questão sobre Sousa Lara, mas assinalou que levou a cabo uma campanha para apelar para desistências no recebimento de subvenções vitalícias.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+