Tempo
|
A+ / A-

Mensagem de Natal - Funchal

D. Nuno Brás quer “possamos ser as mãos de Jesus” este Natal

18 dez, 2019 - 14:51 • Ecclesia

Bispo assinala que no Presépio estão “sinais” atuais que “convidam a deixar” entrar Jesus.

A+ / A-

O bispo do Funchal espera que Jesus “possa tocar hoje, com o seu amor e ternura” as vidas dos que mais sofrem, através do compromisso dos católicos.

“Nascido em Belém, que, através de nós, Ele possa tocar hoje, com o seu amor e ternura, as vidas de tantos, — as vidas de todos, porque todos precisamos dele”, afirma D. Nuno Brás na mensagem vídeo para o Natal 2019.

O bispo do Funchal assinala que no Presépio “está a ternura de Deus” onde estão, “igualmente, alguns sinais” de hoje, como “as casas, as igrejas, as profissões”.

“São sinais que nos convidam a deixar que o Menino, nascido em Belém, atravesse o tempo, e entre na nossa vida”, acrescenta.

D. Nuno Brás lembra que o Papa Francisco escreveu que o presépio é um “sinal admirável”, na carta apostólica sobre “o significado e valor do presépio”.

“Em Jesus, Deus foi criança e, nesta condição, quis revelar a grandeza do seu amor, que se manifesta num sorriso e nas suas mãos estendidas para quem quer que seja”, cita o bispo do Funchal, recordando documento papal, publicado a 1 de dezembro, primeiro domingo do Advento e do novo ano litúrgico na Igreja Católica.

A Diocese do Funchal está a viver as tradicionais Missas do Parto, novena de preparação para o Natal, que D. Nuno Brás preside pela primeira vez desde a sua chegada à diocese.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

Destaques V+