RR
|
A+ / A-

República Centro-Africana

​“Coragem e coesão dos militares portugueses” elogiada por franceses

12 dez, 2019 - 14:10 • Ana Rodrigues

Elogio foi feito a propósito da intervenção dos militares portugueses num incêndio que deflagrou numa instalação francesa localizada no interior do campo M’POKO, em Bangui.

A+ / A-

O apoio dos militares portugueses no combate a um incêndio dentro do campo das Nações Unidas em Bangui, na República Centro-Africana, foi reconhecido pela força francesa como determinante para evitar uma tragédia.

No comunicado divulgado pelas Forças Armadas, lê-se que o comandante do Destacamento de Apoio Operacional francês agradeceu à Força Portuguesa em missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, a ajuda prestada durante o combate ao incêndio que deflagrou no dia 7 de dezembro, numa instalação francesa localizada no interior do campo M’POKO, em Bangui.

O coronel Dejoui referiu que “a rápida intervenção, coragem e coesão dos militares portugueses” foi decisiva para evitar a propagação do incêndio e para que não se registasse qualquer vítima”.

O comunicado descreve que, após a chegada ao local dos militares e bombeiros do destacamento francês e dos bombeiros do aeroporto internacional de Bangui, os militares portugueses continuaram a apoiar o combate ao incêndio, até que este fosse dado como extinto.

A 6ª Força Nacional Destacada neste teatro de operações é composta por 180 militares, maioritariamente tropas especiais Paraquedistas do Exército Português, integrando ainda militares de outras unidades do Exército e Controladores Aéreos Avançados da Força Aérea.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.