|

 Casos Ativos

 Internados

 Recuperados

 Mortes

A+ / A-

Algarve

Oito migrantes vindos de África desembarcaram numa praia de Monte Gordo

11 dez, 2019 - 12:29

Os jovens, detidos pelas autoridades, aparentam ter entre os 16 e os 20 anos. Estavam no mar há vários dias e queriam ir para Espanha.

A+ / A-

Oito migrantes vindos do Norte de África desembarcaram, esta quarta-feira de manhã, na praia de Monte Gordo, no Algarve, confirmou a Renascença junto do Comandante Rui Andrade, da Polícia Marítima.

Chegaram numa embarcação de madeira e fugiram em direção às dunas. Um pescador viu e alertou as autoridades que os detiveram.

Os jovens, que dizem ser marroquinos de El Jadida, aparentemente têm entre os 16 e os 20 anos.

“Aparentam estar num estado normal, apesar de dizerem que estiveram no mar cerca de cinco dias e terem com fome”, revelou o comandante Rui Andrade, acrescentando que queriam ir para Espanha.

Foram foram levados para as instalações da Polícia Marítima de Vila Real de Santo António. Vão ainda ser ouvidos por inspetores do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF).

Em dezembro de 2007, as autoridades detetaram um grupo de 19 imigrantes alegadamente provenientes de Marrocos na ria Formosa, junto a Olhão, naquele que foi o primeiro incidente do género registado na costa portuguesa.

[notícia atualizada às 13h57]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Digo eu
    11 dez, 2019 Portugal 14:57
    Pode ter sido um erro de navegação, ou é um reconhecimento à procura duma rota menos vigiada para introduzir ilegais na UE - duvido que seja para ficarem por cá, embora haja uma vila perto da Zambujeira do Mar em que são já mais os imigrantes que os portugueses. De qualquer forma é aplicar integralmente a Lei - e de pronto, antes que venham SOS Racismo e outras iguais com a conversa já ouvida montes de vezes - para dar exemplo e mostrar que aqui só entram legalmente. Caso contrário, qualquer dia o Algarve é uma nova Lampedusa. E isso não deve ser bom para o Turismo.