|
A+ / A-

Rússia e Ucrânia encontram-se em Paris para falar de paz

09 dez, 2019 - 19:01 • Reuters

Putin e Zelenskiy conversaram a dois mas diante dos jornalistas evitaram qualquer tipo de contacto e nem sorriram.

A+ / A-

Os Presidentes da Rússia e da Ucrânia encontraram-se esta segunda-feira pela primeira vez, na busca de uma solução que restaure a paz no leste da Ucrânia, onde já morreram mais de 13 mil pessoas desde 2014.

O encontro entre Vladimir Putin e Volodymyr Zelenskiy incluiu ainda os líderes de França e da Alemanha.

Moscovo interveio na Ucrânia, apoiando a população do leste do país que tende a ser mais próxima da Rússia, em termos linguísticos, culturais e religiosos, numa altura em que o Governo ucraniano procurava incentivar a identidade ucraniana do país. O conflito entre os dois vizinhos levou também à anexação da Crimeia por parte da Rússia.

Tendo em conta as dificuldades de se chegar a um acordo de paz a curto prazo, o próprio encontro poderá ser a principal notícia, pois pelo menos lança as bases para futuras conversações. Diplomatas envolvidos avisam que tanto Putin como Zelenskiy estão muito constrangidos por pressão doméstica e não vão poder fazer cedências.

As reuniões bilaterais tiveram lugar em França, no Palácio Eliseu. Diante de jornalistas os dois chefes de Estado não se olharam nem se cumprimentaram, evitando sorrir.

“A principal questão aqui é de criar um clima de confiança para podermos prosseguir com o objetivo de restaurar a soberania ucraniana”, disse uma fonte diplomática francesa em declarações à Agência Reuters.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.