Tempo
|
A+ / A-

Função Pública. Governo apresenta proposta de aumentos salariais na quarta-feira

09 dez, 2019 - 18:13 • Lusa

Presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado garante que o Governo não apresentou qualquer proposta de atualização salarial para 2020 durante o encontro com o secretário de Estado da Administração Pública.

A+ / A-

O Governo remeteu para quarta-feira a apresentação, aos sindicatos da administração pública, da proposta de aumentos salariais para 2020, conforme revelou a presidente do STE, esta segunda-feira.

À saída de uma reunião com o secretário de Estado da Administração Pública, José Souto, sobre as matérias orçamentais, a presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE), Helena Rodrigues, disse aos jornalistas que o Governo não apresentou qualquer proposta de atualização salarial para 2020 durante o encontro.

"O Governo apresentou uma proposta de articulado relativamente às matérias da administração pública que irão constar do Orçamento do Estado, não tivemos ainda qualquer sinal quanto às remunerações, será na próxima quarta-feira", afirmou Helena Rodrigues.

Segundo a dirigente sindical, o documento contempla "o regresso à normalidade". Ou seja, os trabalhadores que progredirem em 2020 "progredirão sem qualquer faseamento".

"Uma mudança de posição remuneratória não será agora paga em suaves prestações", afirmou a Helena Rodrigues.

Helena Rodrigues considerou que "o tempo é curto" para a negociação com os sindicatos, uma vez que a proposta de orçamento de Estado de 2020 deverá ser entregue no parlamento a 16 de dezembro. Até lá, está agendada uma nova reunião para quarta-feira e poderá haver uma reunião suplementar no dia 13, caso seja pedida pelos sindicatos.

"Quando soubermos qual é a atualização [salarial] quase não temos tempo para reagir", criticou a presidente do STE.

Sobre a revisão das carreiras especiais, Helena Rodrigues disse que "está a ser feito um estudo para ver qual é a necessidade de revisão de carreiras ainda não revistas", mas este é um processo que não será feito no imediato.

O STE exige uma atualização da tabela salarial de 3% no próximo ano.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.