|
O Mundo em Três Dimensões
Números que contam histórias de segunda a sexta-feira (05h40, 17h50 e 21h05).
A+ / A-
Arquivo
O Mundo em Três Dimensões - Cometa Borisov - 06/12/2019
O Mundo em Três Dimensões - Cometa Borisov - 06/12/2019

O Mundo em Três Dimensões

Cometa com 14 vezes o tamanho da Terra visita o sistema solar este fim-de-semana

06 dez, 2019 • André Rodrigues , Paulo Teixeira (sonorização)


Apesar da impressionante dimensão, o cometa Borisov não será visível a olho nu.

Há um cometa a aproximar-se da Terra e vai passar mesmo aqui ao lado no próximo domingo.

O cometa 2I/Borisov, que atinge o pico do seu brilho em meados do mês, só poderá ser observado se tiver à mão um telescópio razoável e só até abril de 2020.

Depois disso, com um telescópio mais profissional, pode visualizar a trajetória deste objeto, o mais tardar, até outubro de 2020.

O Borisov, batizado com o nome do astrónomo russo que o descobriu em agosto passado, vai cruzar o sistema solar a 190 milhões de quilómetros da Terra. É perto, mas não há motivo para alarme, basta pensar que o Sol está ainda mais próximo, a 150 milhões de quilómetros.

O que é assustador é o tamanho. Se Ortega y Gasset dizia que "o Homem é ele e a sua circunstância", este cometa tem 1,6 quilómetros.

A diferença está naquilo que o envolve, uma imensa nuvem de gases que aumenta 100 milhões de vezes o tamanho deste objeto que anda à solta no sistema solar, e que que tem 14 vezes o tamanho da Terra.

Os cientistas admitem que este cometa terá tido origem noutro sistema, mas acabou por ser expulso depois de ter chocado contra um planeta.

Em outubro este Borisov estava a 418 milhões de quilómetros da Terra. Em menos de dois meses, o cometa aproximou-se mais de 200 milhões de quilómetros da nossa casa.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • Rómulo
    06 dez, 2019 Lisboa 08:43
    138408 Km/h ! Rápido o bixo!!!...