|
A+ / A-

Selecionador da Argentina não consegue passar sem Acuña

04 dez, 2019 - 12:43 • Redação

O extremo do Sporting "é um jogador importantíssimo" para Lionel Scaloni, que nutre "um carinho especial" por ele.

A+ / A-

O selecionador da Argentina, Lionel Scaloni, está rendido a Marcos Acuña. O extremo do Sporting tem sido um dos indiscutíveis da seleção.

"Consideramos que é um jogador importantíssimo, dos que mais gostamos. De facto, se não for titular, é o primeiro ou o segundo a entrar. E quando tem de jogar, joga, e quando não tem, é o primeiro a apoiar", eloga Scaloni, em entrevista ao canal de televisão TyC Sports.

Scaloni tem "um carinho especial" por Acuña, algo que até interfere nas decisões: "É uma luta diária quando temos de decidir o onze inicial."

Acuña chegou ao Sporting no verão de 2017 e, desde então, marcou oito golos e fez 22 duas assistências em 117 jogos. Pela seleção argentina, o extremo, de 28 anos, tem quatro assistências em 27 internacionalizações.

Tópicos
Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.