|
A+ / A-

Chico Buarque em Lisboa a 25 de abril para receber Prémio Camões

03 dez, 2019 - 15:00 • Maria João Costa

O músico e escritor brasileiro enaltece o simbolismo da data.

A+ / A-

Chico Buarque vem a Lisboa receber o Prémio Camões. Fonte do Ministério da Cultura confirma à Renascença que o prémio será entregue no dia 25 de abril do próximo ano e que o músico e escritor aceitou a data da Revolução de 1974 pelo seu simbolismo.

Chico Buarque, que lançou há menos de um mês o novo livro “Essa Gente”, foi distinguido em maio com o Prémio Camões, um galardão no valor de 100 mil euros.

Em cima da mesa está ainda a polémica em torno da assinatura do diploma. O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, poderá não assinar o documento. Cinco meses após o anúncio da atribuição do prémio, Bolsonaro deixou isso claro ao atirar a data para o final de um eventual segundo mandato: "até 31 de dezembro de 2026, eu assino", disse, citado pelo jornal Folha de São Paulo.

Na altura, o músico e autor Chico Buarque publicou uma resposta na sua conta no Instagram, afirmando: "A não assinatura do Bolsonaro no diploma é para mim um segundo Prémio Camões".

Crítico de Bolsonaro, Chico Buarque, que enfrentou a ditadura militar no Brasil é um apoiante do Partido dos Trabalhadores. Autor de livros como “Budapeste”, editados em Portugal pela Companhia das Letras, venceu em maio o Prémio Camões no valor de 100 mil euros.

Segundo o júri, a escolha de Chico Buarque ficou a dever-se à sua "contribuição para a formação cultural de diferentes gerações" e ao "caráter multifacetado" do seu trabalho, uma "referência fundamental da cultura do mundo contemporâneo".

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.

  • gato
    04 dez, 2019 11:19
    Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados. um país com chefes patetas a dignificar patetas. Um óptimo músico. Um mau escrevente.