|
A+ / A-

​COP25: Rei de Espanha pede determinação na luta contra a crise climática

03 dez, 2019 - 00:44 • Redação com Lusa

"Nenhuma fronteira pode proteger-nos dos efeitos das alterações climáticas", disse o monarca.

A+ / A-

O Rei Felipe VI de Espanha pede determinação na luta contra a crise climática aos chefes de Estado e de Governo presentes na cimeira do clima da ONU (COP25), que arrancou esta segunda-feira em Madrid.

"Nenhuma fronteira pode proteger-nos dos efeitos das alterações climáticas. Devemos atuar com liderança e determinação", afirmou o monarca, na receção que ofereceu, juntamente com a rainha Letizia, no Palácio Real, aos líderes mundiais e aos chefes das delegações participantes na COP25, que começou hoje na capital espanhola e termina em 13 de dezembro.

Segundo Felipe VI, "não há tempo para duvidar" dos efeitos do aquecimento do planeta e há "muito trabalho por fazer", sendo possivelmente necessárias "várias gerações" para realizá-lo.

Num discurso praticamente todo em inglês, o rei espanhol disse que "a luta contra as alterações climáticas representa uma oportunidade de ouro".

Guterres deixa apelo aos líderes políticos. "Por favor, liderem. Não sigam"
Guterres deixa apelo aos líderes políticos. "Por favor, liderem. Não sigam"

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, foi um dos convidados para esta receção real.

Horas antes, na abertura da cimeira da ONU, pediu a todos os países do planeta para “ultrapassarem” as suas divisões e chegarem a um “entendimento” para lutar contra as alterações climáticas.

O secretário-geral das Nações Unidas fez um apelo aos representantes de mais 170 países presentes “para que aumentem” a sua “ambição e urgência” na luta contra o problema.

Por seu lado, o primeiro-ministro português, António Costa, alertou em Madrid os cerca de 50 líderes mundiais presentes na sessão da abertura da cimeira sobre as alterações climáticas que o tempo é “curto”, havendo o “dever imperioso de agir”.

“Temos dois deveres, ouvir os cientistas e o dever imperioso de agir” para salvar o planeta das consequências das alterações climáticas, disse António Costa na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo que se seguiu à sessão de abertura da cimeira das Nações Unidas sobre alterações climáticas, conhecida como COP25, que irá decorrer até 13 de dezembro na capital espanhola.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.