|
A+ / A-

Taça da Liga

Ricardo Soares acredita numa surpresa com o Benfica

02 dez, 2019 - 12:45

O treinador do Sporting da Covilhã reconhece que os campeões nacionais são os favoritos no jogo da 2.ª jornada da Taça da Liga, mas não esconde em entrevista a Bola Branca que os serranos podem lutar pelo resultado e tentar o apuramento para a "final four".

A+ / A-

Ricardo Soares acredita numa surpresa esta terça-feira, diante do Benfica, na 2.ª jornada da fase de grupos da Taça da Liga. O Benfica empatou o primeiro jogo na Luz, para o grupo B, com o Vitória de Guimarães. Um deslize na serra pode significar o adeus à competição que os encarnados não vencem desde 2016 depois de um ciclo três títulos consecutivos, somados a outros quatro alcançados entre 2009 e 2012.

Em entrevista a Bola Branca, Ricardo Soares, técnico do Sporting da Covilhã, atual 5.º classificado da II Liga, confia na possibilidade de um resultado positivo frente ao Benfica, mesmo reconhecendo que a sua equipa, num grupo que também inclui os dois “vitórias” é, em teoria, a menos habilitada a seguir para chegar à "final four".

"Temos noção de que estamos num grupo com equipas de muita qualidade. Temos uma equipa que luta pelo título nacional, uma equipa que luta pela Europa e outra equipa que alcançou sustentabilidade na Primeira Liga nos últimos anos. E depois temos a nossa equipa, o Sporting da Covilhã. Temos como princípio não fugir ao nosso modelo e às nossas ideias, vamos lutar pela vitória, apesar de sabermos que as diferenças são muito grandes. Acredito que se o Benfica tiver um dia mau e o Sporting da Covilhã tiver um dia excelente podemos alcançar um resultado positivo", acredita.

Benfica com poupanças na Serra

O Benfica joga na Covilhã a três dias de defender a liderança do campeonato diante do Boavista, no Estádio do Bessa e, por esse motivo, Ricardo Soares espera que Bruno Lage apresente um 11 muito diferente daquele que no sábado goleou o Marítimo.

"Acredito que vai haver uma diferença grande no 11 inicial do Benfica, até porque o Benfica depois tem uma deslocação ao Bessa, que é sempre um terreno dificil, e, a seguir, tem jogo da Liga dos Campeões, onde ainda joga para chegar à Liga Europa. Nesse sentido, temos de analisar o 11 que vai compôr a equipa que vamos defrontar. Importa notar que vamos ter três jogos em dez dias e tenho de fazer as melhores escolhas para este jogo para darmos uma boa resposta", explica.

Contrariamente ao Benfica, que chega a este jogo motivado pela goleada infligida ao Marítimo na ressaca do empate para a Liga dos Campeões, em Leipziz, o Sporting da Covilhã vem de um ciclo negativo com dois empates e duas derrotas nos últimos quatro jogos. A última vitória, sobre o Cova da Piedade, para a II Liga, aconteceu a 27 de outubro. Seguiram-se empates com o Penafiel e com o Mafra e derrotas com Nacional (fora) e Feirense (2-1, na passada sexta-feira, em casa). Ricardo Soares acredita que os seus jogadores se apresentarão motivados frente ao Benfica e que esta última derrota perante os seus adeptos não irá afetar a equipa do Sporting da Covilhã.

"Acredito que não tenha grande interferência nisso. São provas distintas. Os meus jogadores certamente vão estar no limite da motivação, porque é um jogo que transporta alguma carga emocional e uma importância grande em termos de visibilidade. O Benfica vem de uma goleada, o que acaba por ser normal nas equipas grandes na I Liga. São provas diferentes. Teremos uma equipa muito motivada para ir a jogo e que sabe que vai encontrar uma equipa que luta para ser campeã nacional. Estamos identificados com as dificuldades inerentes ao jogo. A nossa preocupação não está tanto na classificação, mas sim em dar uma boa imagem ao país do que temos feito, de um futebol positivo e de uma equipa que gosta de jogar com posse de bola", conclui.

Benfica com muito apoio no Santos Pinto

Ricardo Soares sabe que o Benfica vai ter forte apoio no Santos Pinto, mas espera que o facto de o jogo se realizar na Covilhã pese a favor do mais pequeno.

"Se jogássemos no Estádio da Luz, seria certamente mais complicado para nós, até porque as dimensões do recinto são diferentes. Há uma especificidade quanto a jogar no Santos Pinto, nós estamos mais identificados e contamos com o apoio dos nossos adeptos, embora saibamos que o Benfica arrasta multidões e enche estádios por todo o país. A nossa vantagem acaba mais por estar nas condições e dimensões do nosso campo do que propriamente no resto, uma vez que o Benfica também se vai sentir em casa com a habitual multidão a apoiar", reconhece.

O Covilhã-Benfica é esta terça-feira às 20h15.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.