RR
|
A+ / A-

Trump recebeu "Conan", o cão que ajudou a apanhar líder do Estado Islâmico

25 nov, 2019 - 21:31 • Redação com Reuters

"Ele está treinado e, se [os jornalistas] abrirem a boca, ele ataca. Tenham muito muito cuidado", brincou o Presidente norte-americano.

A+ / A-

O Presidente norte-americano, Donald Trump, recebeu esta segunda-feira a visita de “Conan”, o cão militar que ajudou na operação que acabou na morte de Abu Bakr al-Baghdadi, do líder do autoproclamado Estado Islâmico.

“Este é o Conan, provavelmente, o cão mais famoso do mundo neste momento”, declarou Trump nos jardins da Casa Branca.

O Presidente disse estar “honrado” por receber o “cão herói” e por lhe dar um certificado e uma medalha.

"Ele está treinado e, se [os jornalistas] abrirem a boca, ele ataca. Tenham muito muito cuidado", brincou Donald Trump.

O vice-presidente, Mike Pence, e a primeira dama, Melania Trump, também marcaram presença na homenagem.

Mike Pence não tem dúvidas: “O Conan é mesmo um herói”, declarou aos jornalistas que acompanharam o momento nos jardins da Casa Branca.

“Conan” participou e ficou ferido na operação das forças especiais norte-americanas, que teve lugar no mês passado e que resultou na morte do líder do Estado Islâmico.

Al-Baghdadi estava escondido numa casa na Síria. À chegada dos militares americanos, fugiu para um túnel e fez-se explodir juntamente com dois filhos ainda crianças, que também morreram.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.