|
A+ / A-

Mais de um milhão na festa do Flamengo

24 nov, 2019 - 15:10 • Redação

38 anos depois, o Mengão voltou a conquistar a Taça Libertadores, o equivalente à Liga dos Campeões.

A+ / A-

O Flamengo continua em festa e o treinador Jorge Jesus tem estado em destaque. Perante um mar de gente vestida de vermelho e negro, o técnico luso pegou no microfone e já cantou e dançou "Olé mister, olé", gritou.

Em declarações à CMTV, Jesus disse que pensa orientar um grande europeu e que o regresso a Portugal é cada vez mais difícil. Acrescentou que está encantado no Brasil.

O Flamengo, vencedor da Taça Libertadores, chegou ao Rio de Janeiro pouco antes das 14h00 portuguesas.

O avião foi recebido por muitos funcionários do aeroporto e com jatos de água e só quase às 15h00 os jogadores e a equipa técnica liderada por Jorge Jesus entraram no autocarro.

Alguns jogadores falaram aos jornalistas. Gabriel Barbosa, autor dos dois golos da final contra o River Plate, disse que sempre acreditou na vitória: “Estamos muito felizes, um pouco cansados. Toda a gente se uniu, conversou com o Mister. Fomos felizes”, disse.

A viagem no "vermelhão" do Flamengo começou às 14h58 e seguiu-se um desfile pelas ruas da cidade.

Antes, a comitiva fez uma paragem estratégica junto à praça da Candelária, onde mudou para um autocarro panorâmico, e vai agora em cortejo pela avenida Presidente Vargas.

Segundo a comunicação social brasileira, mais de um milhão de pessoas estava vestida com as cores do Flamengo à espera da equipa, em clima de euforia total.

O Flamengo conquistou a Taça Libertadores, equivalente à Liga dos Campeões na Europa, depois de 38 anos de "seca". A equipa treinada por Jorge Jesus derrotou o River Plate, por 2-1, com dois golos de Gabriel Barbosa, num final dramático em Lima, no Peru.

Ainda este domingo, o Fla pode conquistar também o Brasileirão, se o Palmeiras não vencer o Grémio, e juntar a Libertadores ao campeonato nacional.

[em atualização]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.