|
A+ / A-

Taça Libertadores

Jorge Jesus: "É o troféu mais importante da minha carreira"

23 nov, 2019 - 23:27 • Redação

O treinador do Flamengo não esconde a importância da conquista da Taça Libertadores, que dedica aos povos português e brasileiro.

A+ / A-

Jorge Jesus não escondeu, após conquistar a Taça Libertadores, ao comando do Flamengo, que esta foi a maior conquista da sua carreira.

"É o troféu mais importante da minha carreira. A Libertadores está para este continente [América do Sul] como está a Champions para a Europa", realçou o treinador português, em declarações à Sport TV, no final da vitória do Mengão, na final, sobre o River Plate, por 2-1.

O Flamengo é um dos clubes com mais adeptos do mundo, mas estavam a faltar títulos, de acordo com Jorge Jesus: "Um já está ganho. Os adeptos do Flamengo há 40 anos que sonham com este troféu."

Desta feita, a reviravolta sorriu a Jesus

O Flamengo esteve em maus lençóis até aos 88 minutos, altura em que perdia por 1-0, fruto do golo madrugador de Santos Borré. Porém, em quatro minutos, aos 89 e 92, Gabriel Barbosa deu a volta ao texto.

Jorge Jesus já perdeu finais e campeonatos nos minutos finais. Desta vez, foi ele a provar a felicidade de uma cambalhota dramática:

"Acreditámos que éramos capazes de virar o resultado e, felizmente, conseguimos. Chateei-me um pouco quando faltavam 20 segundos para terminar, quando o João de Deus [adjunto] começou a dizer 'acabou'. Não acabou nada, já perdi campeonatos a 10 segundos do fim. Mas hoje fui iluminado pelos jogadores e pela 'torcida'. Estou muito satisfeito."

O técnico português revelou que, quando aceitou treinar o Flamengo, fê-lo já com intenção de conquistar a Taça Libertadores. O sonho de ganhar a Liga dos Campeões mantém-se, mas há uma condicionante.

"A minha aposta de vir ao Brasil foi precisamente a pensar que podia ganhar a Libertadores, que é um troféu muito importante. A Champions só podes ganhar se estiveres nas quatro, cinco equipas que todos os anos têm possibilidades, senão esquece. Agora, o mais importante para mim é a forma como estes adeptos me acarinham. Estou emocionado, porque esta é uma vitória de muita gente", reconheceu Jorge Jesus.

Agora, o objetivo é vencer o Mundial de Clubes, em que o grande favorito é o Liverpool. Primeiro, porém, há que chegar à final da prova. E, antes disso ainda, confirmar a conquista do título de campeão brasileiro:

"Nós tínhamos em mente três troféus. Acreditamos que vamos estar na final, mas primeiro temos de vencer o campeonato brasileiro, que é super emocionante, apaixonante e muito forte. Estamos perto de o conquistar. Vai ser até lá complicado, vai ser muita festa. Eles merecem."

Um beijo para todos os portugueses

Jorge Jesus fez questão de sublinhar que a vitória na Taça Libertadores "vai para o povo português".

"Não foi só o Flamengo a vencer a Libertadores. Muitos milhões de portugueses hoje estavam a fazer força para que o Flamengo ganhasse. A vocês todos, um grande beijo. Tenho muito orgulho em ser português."

O treinador português acredita que, apesar das rivalidades entre clubes, a conquista da Taça Libertadores foi "uma vitória também do povo brasileiro". "Não só do Flamengo. Esta vitória é para todo o povo brasileiro, porque eles têm uma paixão incrível pelo futebol", enalteceu.

Jesus aproveitou para desvalorizar as críticas e a desconfiança de que foi alvo, nos primeiros tempos no Flamengo, por parte dos treinadores brasileiros: "Desconfiaram do nosso valor, mas temos de aceitar. O Brasil não está na Europa, portanto ainda não partilha muito a globalização com eles, mas têm sido impecáveis comigo e estou muito satisfeito e muito feliz por estar no Brasil."

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.