País Basco

“Não esqueço os meus filhos que morreram, mas eles ajudam-me a lidar com isso". Bascos acolhem refugiados sírios

22 nov, 2019 - 21:51 • Sofia Freitas Moreira (edição) UNifeed (imagens)

Um programa-piloto de apadrinhamento comunitário está a ajudar na integração de 29 refugiados sírios no País Basco. A família de Minwer encontra-se na comunidade autónoma espanhola desde março deste ano. Para Minwer, os patrocinadores tornaram-se numa segunda família, que oferece apoio emocional para curar o trauma da guerra que tirou a vida a dois dos seus filhos. A solidariedade internacional e encontrar caminhos legais para os refugiados serão os principais temas discutidos no Fórum Global sobre Refugiados da ONU, no próximo mês, em Genebra.

RSS iTunes URL Embed E-mail Facebook Twitter Whatsup Comentários
Reportagem
Eu Eleitor hyper

Eu, eleitor

Retratos do país que vota

Que país é este que vai às urnas? Até às eleições legislativas, a Renascença apresenta retratos de 18 eleitores dos círculos eleitorais de Portugal continental, olhando as características e dificuldades de cada distrito.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.