|
A+ / A-

​Mazda 3 Skyactive X - Motor a gasolina com comportamento de motor a gasóleo

19 nov, 2019 - 19:29 • José Carlos Silva

A Mazda equipa um dos seus candidatos ao troféu carro do ano, com o revolucionário motor Skyactive X. Um motor capaz de consumir menos gasolina, e comportar-se na poupança como um carro a gasóleo.

A+ / A-

Exterior

De lado parece ter o olhar de um lince. De frente dá ares a um tubarão. Mas tudo em bonito.

Os faróis surgem debaixo do capô. A frente tem os “ares” de família Mazda. O design é suave, sem perder dinâmica, com uma linha traseira a descer suavemente. Tem uma imagem discreta, mas presente.

Interiores

Sempre em crescendo, a Mazda apresenta no modelo a concurso o equipamento Excellence. O interior tem bancos em couro, de tom avermelhado, que se estende ao tablier e às portas. Neste modelo, como noutros da Mazda, há um pormenor de design interessante: A fluidez das linhas levou a uma espécie de prolongamento do tablier até às portas, conferindo uma continuidade no espaço, muito agradável ao olhar.

Os bancos acolhem 5 pessoas, sendo que no banco traseiro, cabem bem dois adultos, e uma criança ao meio. Nada que, de resto, não aconteça com a generalidade das marcas.

A bagageira tem 431 litros.

Motor

Este modelo vem equipado com um motor de dois litros de 180 cavalos. Um motor com elevada taxa de compressão. Os engenheiros da Mazda esmeraram-se por fazer o que outras marcas não conseguiram. Fazer um motor a gasolina funcionar como se fosse um motor a gasóleo com as respetivas poupanças de combustível associadas e que podem chegar aos… 30 por cento!

No nosso teste dinâmico a média ficou nos 7 litros, o que não é nada despropositado tendo em conta que estamos a falar de um motor de 2 litros, a gasolina.

A velocidade máxima é de 216 Km/h e vai do zero aos cem em 8,2 segundos.

O preço proposto para a versão ensaiada é de 34.348 euros.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.