|
A+ / A-

Libertadores

Flamengo "não tem medo" do River Plate

19 nov, 2019 - 18:44 • Redação

A mensagem de confiança é passado por Rodrigo Caio, defesa-central da equipa brasileira, em antevisão à final da Copa Libertadores, disputada no próximo sábado frente ao River Plate.

A+ / A-

O Flamengo não tem medo do River Plate e está confiança na conquista da Copa Libertadores. A mensagem é passada pelo defesa-central Rodrigo Caio, que fez uma primeira antevisão da partida, a quatro dias da final, antes de um treino da equipa no Rio de Janeiro.

"Se tivermos medo de perder nunca vamos conquistar. É preciso caminhar com pensamento positivo. Não tenho medo de nada, pelo contrário. Tenho uma grande satisfação por fazer parte deste grupo maravilhoso. Estamos muito felizes pelo momento que vivemos neste clube e queremos fazer história", começou por dizer.

O "Fla" arranca a preparação para a final esta terça-feira, depois de uma vitória no Brasileirão contra o Grémio. Caio espera as informações sobre o River que serão passadas pelo treinador Jorge Jesus.

"É nosso primeiro treino da semana e agora o mister vai começar a passar tudo sobre o River, tudo o que é tático, técnico e informações individuais de todos os jogadores. São duas grandes equipas e acredito que os detalhes vão decidir a final", acrescenta.

Rodrigo Caio disputa a sua primeira final da Libertadores na sua primeira época no clube, depois de ter feito toda a carreira no São Paulo. O defesa fala diz que "é um orgulho" e o "realizar de um sonho" poder chegar à final, num jogo que não se espera fácil contra o River Plate.

"Sabemos da qualidade do River. Eles têm um coletivo muito forte e são muito duros na marcação. Mas se conseguirmos fazer o nosso jogo, como fazemos quando temos a bola, conseguiremos superá-los em alguns momentos. Quem conseguir jogar o melhor futebol vai sair com um resultado positivo", remata.

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.