|
A+ / A-

WRC

Rali da Austrália cancelado devido a incêndios florestais

12 nov, 2019 - 11:16 • Redação

Foi declarado o estado de emergência na Austrália, com a situação, em certas regiões, a ser classificada como "catastrófica". A realização do rali foi considerada inviável.

A+ / A-

O Rali da Austrália, última prova do Mundial de Ralis (WRC), foi cancelado, devido aos incêndios florestais na área onde seria realizado.

A região de New South Wales (NSW), onde o Rali da Austrália ia decorrer, tem sido assolada por incêndios, o que resultou na declaração de estado de emergência, na proibição total do uso do fogo e na classificação da situação em determinadas regiões como "catastrófica".

A decisão de cancelar o rali foi tomada após reunião entre a organização da corrida, o governo, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA), os serviços de emergência e a comunidade local.

Com isto, termina a época do WRC e o título mundial de construtores, que estava ainda por decidir, vai para a Hyundai. A equipa sul-coreana concorria com a Toyota, sobre a qual tinha vantagem de 18 pontos.

O estónio Ott Tanak (Toyota) é o novo campeão, algo que já estava definido desde a Catalunha. Contudo, este cancelamento decide o segundo lugar, que vai para o belga Thierry Neuville (Hyundai). O francês Sébastien Ogier (Citroen), a 10 pontos, fica em terceiro.

Na próxima temporada, a Hyundai vai ter o campeão do mundo e o vice-campeão juntos na equipa, já que contratou Tanak à Toyota.

Não havia outra saída

Citado pelo site oficial do WRC, o presidente da organização, Andrew Papadopoulos, garante que o cancelamento do Rali da Austrália era a única solução viável.

"Considerando os melhores interesses e segurança de todos os envolvidos no rali e, obviamente, da comunidade alargada, não é apropriado realizar o rali. Os nossos pensamentos estão com a comunidade de NSW, especialmente aqueles que perderam entes queridos, subsistências e casas na sequência dos fogos", afirmou.

Inicialmente, a organização do Rali da Austrália tinha preparado uma versão mais curta do evento, com um percurso reduzido de cerca de 90 quilómetros. Contudo, a decisão final foi mesmo a de cancelar o rali.

O WRC deixa, também, "as suas condolências a todos os que foram tocados pelos terríveis acontecimentos que se têm verificado na região".

[notícia atualizada às 11h47]

Comentários
Tem 1500 caracteres disponíveis
Todos os campos são de preenchimento obrigatório.

Termos e Condições Todos os comentários são mediados, pelo que a sua publicação pode demorar algum tempo. Os comentários enviados devem cumprir os critérios de publicação estabelecidos pela direcção de Informação da Renascença: não violar os princípios fundamentais dos Direitos do Homem; não ofender o bom nome de terceiros; não conter acusações sobre a vida privada de terceiros; não conter linguagem imprópria. Os comentários que desrespeitarem estes pontos não serão publicados.